sexta-feira, 2 de junho de 2017

MÃE, HOJE É O SEU DIA...


1Rs 2.19 Então Bate-Seba foi falar com o rei em favor de Adonias. Salomão se levantou para recebê-la e se inclinou diante dela. Depois sentou-se no seu trono e mandou que trouxessem um trono para Bate-Seba, e ela se sentou do lado direito do rei. (NTLH)

Introdução: 14/05/2017. Este foi um dia prá lá de especial, afinal, comemoramos neste dia, nada menos que o dia das mães. E não venham tentar me convencer, que todos os dias são dia das mães porque não são. Porque? Talvez alguém esteja perguntando. É junto com a pergunta vem também a defesa: Para mim, dia das mães é todos os dias! O que posso dizer é que, gostaria muito que isso fosse possível para todos nós. Mas se pudermos estar sempre perto dela, estarmos sempre pronto a ajudá-la em tudo que ela precisar, almoçar com ela, e não abrir mão de ser sua companhia sempre, em casa ou quando ela precisar sair, seja por qual motivo for! Parabéns! Mas, se nossa mãe está longe de nós, como a minha está, e mesmo querendo, não conseguimos atendê-la em todas as suas necessidades, então precisamos rever nossos conceitos. Por isso comecei dizendo que no dia 14/05 foi um domingo muito especial, afinal, foi um domingo em que passamos o dia na casa da nossa mãezinha, nos reunimos com nossos irmãos e demais familiares e juntos e com muita alegria, homenageamos aquela que nunca se esqueceu de nós! Neste dia especial, almoçamos juntos, conversamos e até arriscamos, quem sabe, cantarmos alguma coisa com ela. Por esta razão, não tenho dúvida alguma em dizer que este foi um domingo muito especial e muito lindo, e é uma pena que chegou ao fim...

O texto que lemos nos apresenta uma situação bastante curiosa de uma mãe, que em atenção a um pedido de seu "enteado" vai a presença de seu filho, para lhe fazer um pedido. O filho dela, era ninguém menos que o rei de Israel. Salomão era o seu nome. Entre Adonias e Salomão, as coisas não iam muito bem. Adonias achava que ele é quem deveria ser rei, e até tentou, de alguma forma assumir o reinado. Mas Salomão foi o escolhido por seu pai Davi. Isso gerou um desentendimento grande entre eles. Mas agora vamos nos concentrar na figura de Bate Seba, mãe de Salomão. Adonias a procura e lhe faz um pedido. 1Rs 2.16,17 Agora vou lhe fazer só um pedido e peço que a senhora me atenda. — O que você quer? — perguntou Bate-Seba.  E ele disse: — Peça ao rei Salomão que me dê Abisague, a moça de Suném, para ser minha mulher. Eu sei que Salomão não deixará de atender um pedido seu.
Todo o desenrolar desta história não nos interessa para o momento pois o que queremos agora é observar a chegada de Bate Seba e a maneira respeitável como Salomão recebeu sua mãe. O contexto nos dará uma verdadeira aula de dignidade. Salomão, mesmo estando em uma posição de honra, não demonstrou nenhuma dificuldade em prestar honra a pessoa que sempre esteve ao seu lado, a pessoa que era a razão da sua existência, a pessoa que carinhosamente chamamos de mãe! Então Bate-Seba foi falar com o rei em favor de Adonias...

AS TRÊS ATITUDES DE SALOMÃO DIANTE A VISITA DE SUA MÃE.
I. SALOMÃO LEVANTOU-SE E FOI A SEU ENCONTRO.
"...Salomão se levantou para recebê-la..."
A primeira coisa que destacamos nas atitudes de Salomão foi o seu reconhecimento e a submissão a autoridade que sua mãe exercia sobre ele. Salomão era rei, e em via de regra, tinha em si  toda condição de superioridade que lhe era devida por seu título de nobreza, mesmo sobre sua mãe. Mais era o respeito a Bate Seba, sua mãe que lhe concedia maior autoridade devido a nobreza de sua posição. Salomão reconhece isto e age de maneira digna diante daquela mulher que era tinha em si toda condição de ser recebida com tamanha dignidade. As atitudes de Salomão para com sua mãe, demonstra uma total devoção a vontade dela, exatamente da maneira que Bíblia nos ensina na carta de Paulo aos Colosensses: Filhos, o dever cristão de vocês é obedecer sempre ao seu pai e à sua mãe porque Deus gosta disso. Cl 3:20 NTLH. O texto fala em "recebê-la" em estrita obediência. O tratamento precisa ser o melhor possível. "Obedecer sempre...porque Deus gosta disso"

As vezes ficamos procurando coisas para agradar a Deus, e deixamos de fazer o mais simples, que se bem fizermos Deus ficará profundamente feliz. Pensamos em jejuar por várias horas, subir a montes e passar vários dias e noites em oração, acordamos varias vezes durante a noite entre outras coisas, que posso te dizer, podem ser atitudes extremamente desnecessárias se deixamos de praticar atos como do filho Salomão. O melhor é mais recompensável será fazermos o que nos ensina a Bíblia. Filho, faça o que o seu pai diz e nunca esqueça o que a sua mãe ensinou. Guarde sempre as suas palavras bem-gravadas no coração. Os seus ensinamentos o guiarão quando você viajar, protegerão você de noite e aconselharão de dia. As suas instruções são uma luz brilhante, e a sua correção ensina a viver. Pv 6:20-23 (NTLH)

A atitude de se levantar para recebê-la demonstra da parte do rei Salomão um profundo respeito e  grande reconhecimento a autoridade de sua mãe. Atitude demonstrada pelo Senhor Jesus ainda em sua tenra idade. Então Jesus voltou com os seus pais para Nazaré e continuava a ser obediente a eles. E a sua mãe guardava tudo isso no coração. Lc 2:51 NTLH

II. SALOMÃO INCLINOU DIANTE DE SUA MÃE.
"...e se inclinou diante dela..."
Apenas levantar-se e ir em direção a sua mãe, talvez representasse Muito pouco para Salomão. Ele está acostumado com atitudes bem superiores a estas, afinal, quando qualquer pessoa era conduzida a sua presença, seja quem quer que fosse, tal pessoa tinha que prostrar-se diante dele.
Agora, ninguém menos que a sua mãe adentrava a sala do trono. E Salomão, em uma atitude digna de ser imitada, fez exatamente o que talvez, a grande maioria dos que ali estavam presentes, não imaginavam, nem de longe, que ele fizesse. Salomão, ao invés de exigir que ela se prostrasse, foi ele quem se inclinou-se e prostrou-se diante dela. Pv 15. 20. O filho sábio alegra a seu pai; mas o homem insensato despreza a sua mãe. Toda a sabedoria que Salomão havia adquirido de Deus, agora, finalmente fora colocada a prova. Salomão, em atitude de amor e respeito, dá um exemplo de profundo reconhecimento, e sabedoria divina. Bate Seba, aquela mulher que adentrava a sala do trono, era ninguém menos que a mulher que o ensinou viver a vida da melhor maneira. Foi ela, que nas horas em que ele demonstrava aquela aparência de tristeza, lhe enchia de carinho (Aliás, está é uma especialidade delas...). Quantas  histórias ela contou para ele, quando ele era ainda pequenino e tinha alguma dificuldade para dormir. Foi ela que lhe ensinou a vida, mesmo que nessa hora, não lhe negava umas boas palmadinhas. O escritor aos hebreus descreve isto de forma peculiar (Ele também não devia ser nenhuma flor que se cheira). Hb 12.9 Além disto, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e os olhávamos com respeito...

Foi ela, sua mãe que talvez tenha moldado a vida de Salomão, com respeito e sujeição! Sentimentos que o fez receber e se prostrar diante dela. Sentimentos que moldaram um homem de verdade, um homem capaz de se prostrar diante de uma mulher, mas que não era qualquer mulher, era sua mãe, a mulher digna desta honra e respeito. Hb 12.10 Pois aqueles por pouco tempo nos corrigiam como bem lhes parecia... Para proveito nosso.

III. SALOMÃO ASSENTOU SUA MÃE  A SEU LADO.
Depois sentou-se no seu trono e mandou que trouxessem um trono para Bate-Seba, e ela se sentou do lado direito do
Amor não se demonstra apenas por palavras, podemos dizer “Eu te amo” e isto é bom demais, não só de falar, mas também de ouvir. Porém, precisamos um pouco mais do que isto, precisamos externar este sentimento, não só com palavras, mas com atitudes que consiga demonstrar sinceridade naquilo que estamos dizendo. Aqui, o texto nos apresenta a maneira como isto pode acontecer. Salomão, poderia ter dito: “Eu amo a minha mãe” e ficar simplesmente nestas palavras porque ninguém ousaria duvidar dele. Mas Salomão fez muito mais do que isto. Salomão depois de levantar-se e prostrar-se diante de sua mãe, ele ordenou que fosse colocado um trono para ela ao lado direito do seu próprio trono. Isto se chama “HONRA”. Êx 20:12 Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá.

O Conceito ou significado da palavra “honra” vai bem longe do que possamos imaginar. Mais ainda quando se trata de alguém digna de tamanha estima como é a nossa mãe. O termo aqui dá uma idéia de amor e respeito resultados de uma vida inteira ao lado de tal pessoa. Esta honra classifica tal pessoa em um nome exaltado e estimado publicamente. Em razão deste respeito demonstrado, sua mãe é vista e recebida onde quer que for como uma mulher digna, mãe do rei de Israel. Pv 3:35 Os sábios herdarão honra... Na verdade sempre que honramos alguém fazemos isto a medida que desejamos prestar homenagens a qualidade desta pessoa, fazemos isto com objetivo de estimá-la acima de nossa própria pessoa. Rm 12:10 Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. Esta foi uma atitude que fez de Salomão um rei extremamente respeitado por todas as pessoas de seu reino e dos reinos ao redor. Salomão colocou sua mãe no lugar em que ela sempre o havia colocado, ao seu lado.  Mt 15:4 Porque Deus ordenou, dizendo: Honra a teu pai e a tua mãe; e: Quem maldisser ao pai ou à mãe, certamente morrerá.

CONCLUSÃO. Durante os acontecimento narrado no texto de 1Reis 2, o autor apresentou duas atitudes importantes no relacionamento pais e filhos. Estas atitudes são cuidado e empatia.
O termo cuidado implica em evitarmos fazer qualquer coisas que possa prejudicar ou entristecer a pessoa que amamos. O termo nos conduz a tratar com desvelo e simpatia nos conduzindo a atitudes de vigilância, precaução em todos os sentidos. Isto é cuidado. A empatia fala da identificação entre as pessoas. Fala da capacidade de compreendermos os sentimentos ou reações da outra pessoa e nos imaginarmos nas mesmas circunstâncias que ela. Em resumo podemos dizer que empatia é a faculdade de compreender emocionalmente outra pessoa.

Estes talvez sejam apenas parte dos sentimentos que nossa mãe sempre demonstrou a nosso favor. Quantas vezes elas deixaram de fazer muitas coisas que desejavam fazer com medo de que tais coisas pudessem de alguma forma nos trazer algum prejuízo. A maneira que elas sempre nos trataram, a bondade sempre expressa em suas atitudes e nos seus ensinamentos. Os momentos em que elas nos vigiou com medo de que alguma coisa ruim pudesse sobrevir sobre nós. Nossa mãe é e foi a pessoa que conseguiu nos compreender, conseguiu compreender nossas emoções, conseguiu compreender cada um dos nossos sentimentos. Isto porque foi ela que sempre se colocou exatamente em nosso lugar para que assim pudesse nos compreender um pouquinho que fosse.

Salomão como ninguém sabia disso. E com a ausência do pai, sempre ocupado com os problemas da nação que governava, encontrou no colo de sua mãe todo carinho e toda atenção que precisou para desenvolver sua vida. Agora, Rei de Israel em lugar de seu pai, Salomão sabia que em breve estaria cercado pelas mesmas circunstâncias que fizeram seu pai uma pessoa tão ausente, sem tempo para sua família. Ele traz para junto dele, ninguém melhor e mais indicada para tão dura tarefa que teria pela frente. Salomão trouxe a sua mãe.

A todos os que sofrem e estão sós, dai sempre um sorriso de alegria. Não lhes proporciones apenas os vossos cuidados, mas também o vosso coração. Madre Teresa de Calcutá


A TRADIÇÃO QUE RECEBEMOS.

Mandamo s -vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segu...