sábado, 17 de dezembro de 2011

E ASSIM FICAREMOS PARA SEMPRE COM O SENHOR


Texto: 1Ts 4.16,17 - Porque haverá o grito de comando, e a voz do arcanjo, e o som da trombeta de Deus, e então o próprio Senhor descerá do céu. Aqueles que morreram crendo em Cristo ressuscitarão primeiro.  Então nós, os que estivermos vivos, seremos levados nas nuvens, junto com eles, para nos encontrarmos com o Senhor no ar. E assim ficaremos para sempre com o Senhor.

Introdução: A palavra eternidade ocorre em textos como Is 57.15 “O que habita a eternidade”, frase que na Nova Tradução na Linguagem de Hoje é vertida desta maneira: “O que vive para sempre”. A palavra “eterno” significa literalmente “longo tempo” e esta idéia  de “um tempo” ou de “tempo indefinido” constitui-se a base da significação da perpetuidade nas expressões hebraicas e gregas. No AT as palavras traduzidas por “eterno”, “perpétuo”, “para sempre” e “para todo o sempre”, são aplicadas primeiramente a Deus, depois ao Seu modo de proceder em relação aos homens, Sua misericórdia, Seu pacto, Seu reino, etc. No NT emprega-se a palavra que no grego significa “idade” em várias frases, para exprimir “longa idade”, “tempos sem fim”. Com referência ao passado, o termo significa “desde todos os tempos” e com referência ao futuro, “até os tempos dos tempos” ou “em todas as gerações, para todo sempre”, como no texto de Efésios 3.21: “Glória a Deus por meio da Igreja e por meio de Cristo Jesus, por todos os tempos e para todo o sempre! Amém!”. Porém a pergunta mais intrigante que nos fazemos é: O que é na verdade a eternidade? Ou o que seremos na eternidade? A luz do dicionário Aurélio, a palavra eternidade fica assim definida: Eternidade é a vida, para os crentes, após a morte”. Orlando Boyer, no Pequeno Dicionário Bíblico concorda com a definição de Aurélio, e usa uma linguagem mais poética quando diz: Eternidade é a duração sem princípio nem fim. Isto a grosso modo pode parecer não dar nenhuma idéia de como será o céu, mais na Bíblia nós os crentes estamos intimamente ligados a idéia de um céu real, lugar onde juntamente com Cristo, todos os salvos, passarão a eternidade. Assim, o céu é o lugar onde viveremos para todo o sempre. Céu é sinônimo de eternidade e a eternidade com Cristo é o céu. Qual é na verdade a nossa idéia a respeito da eternidade e do céu?

1.    O CÉU É UM LUGAR REAL
De fato, nós sabemos que, quando for destruída esta barraca em que vivemos, que é o nosso corpo aqui na terra, Deus nos dará, para morarmos nela, uma casa no céu. Essa casa não foi feita por mãos humanas; foi Deus quem a fez, e ela durará para sempre.” (2Co 5:1). Paulo fala do céu como um lugar real, aponta para o fato de que o céu não só é um lugar real, mais também um lugar onde faremos morada, habitaremos no céu munidos de um “corpo” melhor do que este em que habitamos na terra. Na terra, nosso corpo é comparado a uma “barraca”, no céu é visto como uma casa não foi feita por mãos humanas e que “durará para sempre” dando a idéia de “eternidade”.“Por isso gememos enquanto vivemos nesta casa de agora, pois gostaríamos de nos mudarmos já para a nossa nova casa no céu. Aquela casa será o nosso corpo celestial,” (2Co 5:2). Em referência ao céu, a Bíblia pode nos dar algumas ideais que provavelmente poderão esclarecer quanto a realidade de sua existência:
a)    Bençãos estão, para nós, guardadas neste lugar. “Assim esperamos possuir as ricas bênçãos que Deus guarda para o seu povo. Ele as guarda no céu, onde elas não perdem o valor e não podem se estragar, nem ser destruídas.” (1 e 1:4) “...Por isso, a fé e o amor que vocês têm são baseados naquilo que esperam e que está guardado para vocês no céu.” (Cl 1:5).
b)    Existem neste lugar coisas que devem ser foco de nossa atenção. “Vocês foram ressuscitados com Cristo. Portanto, ponham o seu interesse nas coisas que são do céu, onde Cristo está sentado ao lado direito de Deus.” (Cl 3:1)
c)    Existem indicações evidentes de alguma forma de “registro” de nomes de pessoas que “herdarão” e/ou “conquistarão” o céu. 
  •     “Porém não fiquem alegres porque os espíritos maus lhes obedecem, mas sim porque o nome de cada um de vocês está escrito no céu.(Lc 10:20)
  •      “...Os moradores da terra que desde a criação do mundo não têm os seus nomes escritos no Livro da Vida ficarão espantados quando olharem para o monstro. Ele estava vivo; agora não vive mais, porém tornará a aparecer.” (Ap 17:8)
  •      “Os nomes deles estão no Livro da Vida, que pertence a Deus.” (Fp 4:3)
  •      “Aqueles que conseguirem a vitória serão vestidos de branco, e eu não tirarei o nome dessas pessoas do Livro da Vida. Eu declararei abertamente, na presença do meu Pai e dos seus anjos, que elas pertencem a mim.” (Ap 3:5)
  •      “Todos os que vivem na terra o adorarão, menos aqueles que, desde antes da criação do mundo, têm o nome escrito no Livro da Vida, o qual pertence ao Cordeiro, que foi morto.” (Ap 13:8)
  •      “Quem não tinha o seu nome escrito no Livro da Vida foi jogado no lago de fogo.” (Ap 20:15)
  •    “Porém nela não entrará nada que seja impuro nem ninguém que faça coisas vergonhosas ou que conte mentiras. Entrarão na cidade somente as pessoas que têm o seu nome escrito no Livro da Vida, o qual pertence ao Cordeiro.” (Ap 21:27)
Se o céu é tão real, porque falamos tão pouco a respeito dele? Não há razão para duvidarmos deste lugar. Porque temos tanta preocupação em falar de coisas da terra, e quase sempre nos esquecemos do céu? O céu foi preparado para nós, que simplesmente escrevemos nossos nomes no Livro de Deus, através do sacrifício de Cristo Jesus na cruz do Calvário. A terra, é nossa morada momentânea, mais o céu, será nossa morada para toda a eternidade.

2.    O SEHOR JESUS COMPROVOU A EXITÊNCIA DO CÉU POR SUA ENTRADA NESTE LUGAR REAL.
“Depois de ter dito isso, Jesus foi levado para o céu diante deles. Então uma nuvem o cobriu, e eles não puderam vê-lo mais.” (At 1:9)
O céu, é o lugar para onde, segundo a Bíblia, o Senhor Jesus foi conduzido após sua ressurreição. O céu, também foi o lugar em que o mesmo Jesus prometeu para os seus discípulos, como sendo o lugar para onde Ele iria, e algum tempo após sua ida, voltaria para buscá-los para que eles estivessem no mesmo lugar que o Senhor Jesus Estava. E, depois que eu for e preparar um lugar para vocês, voltarei e os levarei comigo para que onde eu estiver vocês estejam também.” (Jo 14:3) Assim, temos provas mais do que suficientes para compreender e aceitar como real a existência do céu. Além disso podemos facilmente ver nas Escrituras fatos importantes ligando a pessoa do Senhor Jesus e Sua estada no céu.
a)    Jesus, no céu, está assentado ao lado direito de Deus. “A coisa mais importante de tudo o que estamos dizendo tem a ver com o sacerdote que nós temos: ele é o Grande Sacerdote que está sentado no céu, do lado direito do trono de Deus, o Todo-Poderoso.” (Hb 8:1) “O Filho brilha com o brilho da glória de Deus e é a perfeita semelhança do próprio Deus. Ele sustenta o Universo com a sua palavra poderosa. E, depois de ter purificado os seres humanos dos seus pecados, sentou-se no céu, do lado direito de Deus, o Todo-Poderoso.(Hb 1:3)
b)    Jesus, no céu, intercede a nosso respeito na presença de Deus Pai e, do mesmo lugar, o céu, governa o mundo inteiro. “que foi para o céu e está do lado direito de Deus, governando os anjos, as autoridades e os poderes do céu.” (1Pe 3:22) “Cristo não entrou num Lugar Santo feito por seres humanos, que é a cópia do verdadeiro Lugar. Ele entrou no próprio céu, onde agora aparece na presença de Deus para pedir em nosso favor.” (Hb 9:24)
c)    É do céu que o Senhor Jesus descerá triunfante para buscar a Sua Igreja para morar com Ele. “Elas contam também como vocês estão esperando que Jesus, o Filho de Deus, a quem Deus ressuscitou, volte do céu, esse Jesus que nos salva do castigo divino que está para vir.” (1Ts 1:10) “Porque haverá o grito de comando, e a voz do arcanjo, e o som da trombeta de Deus, e então o próprio Senhor descerá do céu. Aqueles que morreram crendo em Cristo ressuscitarão primeiro.” (1Ts 4:16) “e dará descanso a vocês e também a nós, que sofremos. Ele fará isso quando o Senhor Jesus vier do céu e aparecer junto com os seus anjos poderosos,” (2Ts 1:7)

3.    O CÉU É O NOSSO LUGAR REAL NA ETERNIDADE.
“Então nós, os que estivermos vivos, seremos levados nas nuvens, junto com eles, para nos encontrarmos com o Senhor no ar. E assim ficaremos para sempre com o Senhor.” (1Ts 4:17)
O maior tesouro prometido aos homens, não são os tesouros da terra. Na terra o homem pode até enriquecer e possuir muitos bens, mais o céu é o lugar onde nossos bens serão eternos. A grande diferença, é que para ser rico na terra, não é preciso necessariamente ser crente. Aliás, uma massa grandiosa de ricos na terra, não reconhecem a Jesus como Senhor de suas vida, no entanto são ricos e possuem muitos bens. Os maus são assim: eles têm muito e ficam cada vez mais ricos.” (Sl 73:12). Asafe por um momento também não entendeu isto, talvez, como nós, Asafe não estava pensando no céu, chegando ao ponto de desanimar em sua fé. “Parece que não adiantou nada eu me conservar puro e ter as mãos limpas de pecado.” (Sl 73:13). Quando nos esquecemos do céu, e só pensamos na terra, tendemos a achar que Deus nos desamparou, porque algumas pessoas, prosperam e enriquecem, outras passam por muitas dificuldades. “Então eu me esforcei para entender essas coisas, mas isso era difícil demais para mim.” (Sl 73:16). Se só pregamos a terra, achamos que o evangelho é somente para nos conduzir a usufruirmos dos “bens desta terra”. Tudo bem, Deus até prometeu para Israel que eles comeriam do melhor desta terra, mais para a Igreja, a promessa e de herdar o céu. Somente quando Asafe entendeu esta verdade, ele conseguiu viver toda a plenitude de Deus em sua vida. “Porém, quando fui ao teu Templo, entendi o que acontecerá no fim com os maus.” (Sl 73:17). O fim dos maus não é o céu, ele conseguiu entender isto. No céu, eu só tenho a ti. E, se tenho a ti, que mais poderia querer na terra?” (Sl 73:25). O céu é um lugar real onde Deus reservou a nossa morada. A terra é somente um lugar onde nos preparamos para esta “mudança”. Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, ele é tudo o que sempre preciso.  Os que se afastam de ti certamente morrerão, e tu destruirás os que são infiéis a ti.  Mas, quanto a mim, como é bom estar perto de Deus! Faço do SENHOR Deus o meu refúgio e anuncio tudo o que ele tem feito.” (Sl 73:26-28)
Em fim, o céu é um lugar real e no céu nós vamos morar para todo o sempre. A respeito do céu podemos afirmar:
a)    No céu moraremos com Deus
A presença de Deus no céu é confirmado pelas expressões do salmista em vários de seus salmos sempre mostrando sua soberania e poder governante. “Lá do céu o SENHOR Deus olha para a humanidade a fim de ver se existe alguém que tenha juízo, se existe uma só pessoa que o adore.” (Sl 14:2). “O SENHOR Deus olha do céu e vê toda a humanidade.” (Sl 33:13)
b)   O céu foi preparado para nós.
Não só temos um lugar garantido pelo Senhor Jesus, como a Bíblia enfatiza que temos galardões e recompensas para receber quando ali chegarmos.. “Fiquem alegres e felizes, pois uma grande recompensa está guardada no céu para vocês. Porque foi assim mesmo que perseguiram os profetas que viveram antes de vocês.” (Mt 5:12)
Pede-se no entanto, aqueles que herdarão o céu, isto é, de nós, fidelidade a Deus e ao Senhor Jesus “Pois eu afirmo a vocês que só entrarão no Reino do Céu se forem mais fiéis em fazer a vontade de Deus do que os mestres da Lei e os fariseus.” (Mt 5:20)
Morar com Deus será o nosso destino final. Nossa eternidade será com Deus, onde Deus está. “Ouvi uma voz forte que vinha do trono, a qual disse: —Agora a morada de Deus está entre os seres humanos! Deus vai morar com eles, e eles serão os povos dele. O próprio Deus estará com eles e será o Deus deles.” (Ap 21:3). Jesus preparou um lugar para nós no céu através de seu sacrifício expiatório. “E, depois que eu for e preparar um lugar para vocês, voltarei e os levarei comigo para que onde eu estiver vocês estejam também.” (Jo 14:3).
c)    O céu foi conquistados para nós os salvos, por aquilo que nosso Salvador, o Senhor Jesus Cristo fez por nós na cruz do Calvário.
 Jesus é aquele quem comprou a nossa salvação pagando um preço muito alto, e somente através dEle poderemos chegar ao céu.“Aquela água representava o batismo, que agora salva vocês. Esse batismo não é lavar a sujeira do corpo, mas é o compromisso feito com Deus, o qual vem de uma consciência limpa. Essa salvação vem por meio da ressurreição de Jesus Cristo,” (1Pe 3:21). Nossa felicidade não está condicionada a terra, nossa felicidade está condicionada ao privilégio de através da obtenção da salvação em Jesus Cristo, termos o direito de entrar no céu “Felizes as pessoas que lavam as suas roupas, pois assim terão o direito de comer a fruta da árvore da vida e de entrar na cidade pelos seus portões!” (Ap 22:14)


CONCLUSÃO: “No céu, eu só tenho a ti. E, se tenho a ti, que mais poderia querer na terra?” 
(Sl 73:25)

Mensagem pregada no dia 11/12/2011
Igreja Batista Nacional Vale das Bençãos


























quarta-feira, 23 de novembro de 2011

POSSUINDO A NATUREZA DE DEUS


Sim, embora seja impossível conhecê-lo perfeitamente, peço que vocês venham a conhecê-lo, para que assim Deus encha completamente o ser de vocês com a sua natureza. (Ef 3:19)

Introdução: Natureza é o mesmo que temperamento, é o caráter íntimo de uma pessoa ou coisa. Falar da natureza humana é na verdade falar das qualidades, propriedades, atributos ou condições que distingue as pessoas umas das outras determinando-lhes a natureza. Para uma melhor compreensão do que estamos dizendo parafraseamos o texto bíblico de Colosensses 3.10 Essa natureza é a nova pessoa que Deus, o seu criador, está sempre renovando para que VOCÊ se torne parecido com ELE...” Assim, podemos afirmar que a natureza da pessoa são as qualidades que as tornam diferentes umas das outras. Quando dizemos que alguém tem a natureza idêntica a de outra pessoa, é porque por alguma razão, identificamos algumas características semelhantes em ambas. Isto é muito fácil de acontecer. Possuir a natureza de Deus é ter as qualidades que são próprias do Ser Deus. É ser “parecido” com Ele, e isto sim, parece não ser alguma coisa tão fácil. Acontece, que não estamos falando de forma física, mais nas qualidades essências do ser. Assim, se Deus é amor, quando demonstramos amor, estamos demonstrando uma qualidade que mesmo sendo essencialmente divina, pode muito bem ser vista no ser humano. Vistam-se com a nova natureza, criada por Deus, que é parecida com a sua própria natureza e que se mostra na vida verdadeira, a qual é correta e dedicada a ele. (Ef 4:24). Desta forma seremos capazes de distinguir o tipo de pessoa que somos pela observação da natureza que portamos. Pessoas boas, evidentemente, são pessoas portadoras de natureza boa, suas características são por excelência a da pratica das coisas boas. Pessoas más, por outro lado, são portadoras de natureza má. Sempre estão em busca de praticar maldades. Porém, pessoas más, podem se tornar pessoas boas e pessoas boas podem melhorar ainda mais a sua natureza humana. Vai fazer enorme diferença em nossa natureza se ela foi moldada em Deus ou simplesmente aprendida com o mundo. Somente entenderemos estas diferenças se conseguirmos entender o processo de Deus na salvação do homem e conseqüentemente a mudança interior que é fruto de uma operação sobrenatural do Espírito Santo em nossa natureza humana e pecaminosa.

POSSUIR  A NATUREZA DE DEUS É RECEBER OS MÉRITOS DE UMA MORTE FISICA DIVINA PARA VIVER UMA MORTE ESPIRITUAL HUMANA.
Pois sabemos que a nossa velha natureza pecadora já foi morta com Cristo na cruz a fim de que o nosso eu pecador fosse morto, e assim não sejamos mais escravos do pecado.(Rm 6:6 )
Para que a nossa velha natureza humana se tornasse uma com Deus, foi primeiro necessário que o Filho de Deus entregasse a Sua vida em favor da humanidade. O pecado original manchou a natureza humana, e o homem se tornou em essência, pecador. “O pecado entrou no mundo por meio de um só homem, e o seu pecado trouxe consigo a morte. Como resultado, a morte se espalhou por toda a raça humana porque todos pecaram.” (Rm 5:12). Como poderemos entender isto? Paulo esclarece em Filipenses 2.5-9, que Jesus, que é Deus, e que possui natureza divina, abriu mão de tudo que era seu e assumiu uma natureza humana de servo ficando parecido com nós os seres humanos e vivendo uma vida comum e humilde. Nessa condição de servo Jesus entregou a Sua vida na cruz a fim de que nós, os seres humanos, pudéssemos adquirir através dele, uma natureza parecida com a dele “É verdade que, por causa de um só homem e por meio do seu pecado, a morte começou a dominar a raça humana. Mas o resultado do que foi feito por um só homem, Jesus Cristo, é muito maior! E todos aqueles que Deus aceita e que recebem como presente a sua imensa graça reinarão na nova vida, por meio de Cristo.” (Rm 5:17). Em suma, o resultado é que morreu um justo sem merecimento algum para que nós os seres humanos injustos, também sem merecimento algum, pudéssemos, pelo mérito de Sua morte, viver uma novidade de vida. “Pois em Cristo, como ser humano, está presente toda a natureza de Deus,  e, por estarem unidos com Cristo, vocês também têm essa natureza. Ele domina todos os poderes e autoridades espirituais.” (Cl 2:9-10). Por causa disso, as qualidades da natureza divina de Cristo, e o mérito de sua morte na cruz fazem com que nós, mesmo carnais, sejamos transformados uma vez que por decisão própria, recebemos o Senhor Jesus como Salvador pessoal. “Desse modo ele nos tem dado os maravilhosos e preciosos dons que prometeu. Ele fez isso para que, por meio desses dons, nós escapássemos da imoralidade que os maus desejos trouxeram a este mundo e pudéssemos tomar parte na sua natureza divina.” (2Pe 1:4). Pertencer a Cristo é o fato determinante para esta mudança de natureza. Nada acontecerá se não houver por parte do ser humano, uma decisão em permitir que Cristo torne-se o Senhor da sua vida. “Pois, pela morte de Cristo na cruz, nós somos libertados, isto é, os nossos pecados são perdoados. Como é maravilhosa a graça de Deus,” (Ef 1:7).

POSSUIR A NATUREZA DE DEUS É VIVER DE MANEIRA TAL A NÃO PERMITIR UMA INVASÃO DA ANTIGA NATUREZA HUMANA.
“As pessoas que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a natureza humana delas, junto com todas as paixões e desejos dessa natureza.” (Gl 5:24)
Antes de recebermos a Cristo, tínhamos uma vida completamente indiferente para com as coisas de Deus. Vivíamos de acordo com a nossa própria vontade e não tínhamos nenhuma inclinação para as coisas espirituais. É no momento em que recebemos os méritos do sacrifício de Cristo na cruz do Calvário que passamos a experimentar uma mudança radical em nossa natureza humana e pecaminosa. De fato, todos nós éramos como eles e vivíamos de acordo com a nossa natureza humana, fazendo o que o nosso corpo e a nossa mente queriam. Assim, porque somos seres humanos como os outros...” (Ef 2:3). Estávamos destinados a sofrer o castigo de Deus por conta do salário pelo pecado que sempre será a morte (Rm 6.23). Uma vez que nosso estado era de pecado, logicamente, não havia esperança alguma para nós. “Porque, se vocês viverem de acordo com a natureza humana, vocês morrerão espiritualmente; mas, se pelo Espírito de Deus vocês matarem as suas ações pecaminosas, vocês viverão espiritualmente.” (Rm 8:13). No entanto, tendo recebido Jesus como Senhor e Salvador pessoal, tudo muda, agora já não existe condenação alguma sobre nossas vidas (Rm 8.1), todo o preço e toda a paga pelos nossos pecados foram acertados de fato na cruz por Cristo. “Antigamente vocês estavam espiritualmente mortos por causa dos seus pecados e porque eram não-judeus e não tinham a lei. Mas agora Deus os ressuscitou junto com Cristo. Deus perdoou todos os nossos pecados  e anulou a conta da nossa dívida, com os seus regulamentos que nós éramos obrigados a obedecer. Ele acabou com essa conta, pregando-a na cruz.” (Cl 2:13-14). Não é exatamente por algo que nós fizemos, mais é por aquilo que cristo fez por nós na cruz, e uma vez que agora somo salvos por Ele, temos que andar em novidade de vida. Andar unidos ao Senhor, ser como Ele é, ter a sua natureza. “Portanto, já que vocês aceitaram Cristo Jesus como Senhor, vivam unidos com ele.” (Cl 2:6). Permitir uma completa mudança de mente e de coração e ser transformados por Deus, é a parte que nos cabe como filhos. Deus o nosso Pai, fez tudo o que era preciso para que a nossa salvação estivesse garantida, agora a nossa parte neste trato é o de procurar viver o melhor de Deus, procurando sempre agradá-lo com nossas ações e atitudes. “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele.” (Rm 12:2). A nossa velha natureza, foi morta e sepultada em Cristo, na cruz do Calvário. Somos novas criaturas e temos o dever de não permitir que a velha natureza se reflita novamente sobre nós. “Portanto, meus irmãos, nós temos uma obrigação, que é a de não vivermos de acordo com a nossa natureza humana.” (Rm 8:12). Como bem disse Paulo em 2 Corítios 5.17, as coisas velhas, isto é, tudo aquilo que fazia parte de nossa antiga natureza pecaminosa, se passaram, agora, chegou o novo!

POSSUIR A NATUREZA DE DEUS SIGNIFICA SER UM COM ELE.
A natureza divina que tu me deste eu reparti com eles a fim de que possam ser um, assim como tu e eu somos um. (Jo 17:22)
Novas atitudes, novos comportamentos e novo modo de ser, são algumas das características que uma vez moldadas em Cristo, farão enorme diferença para com o mundo. Ser discípulo de Cristo, é aprender com Ele. Possuir a natureza de Cristo, é viver como Ele. “E a natureza gloriosa do meu Pai se revela quando vocês produzem muitos frutos e assim mostram que são meus discípulos.” (Jo 15:8). Isto quer dizer que ao recebermos as virtudes da natureza de Cristo, recebemos dele “Qualidades”. Estas qualidades de Cristo em nós, sempre moldarão a nossa vida para o melhor. “Mas tenham as qualidades que o Senhor Jesus Cristo tem e não procurem satisfazer os maus desejos da natureza humana de vocês.” (Rm 13:14). O diferencial na vida daquele recebe Jesus como Senhor, são exatamente estas qualidades. Manter estas qualidades é a tarefa que nos cabe como crentes. Algumas práticas precisam ser abandonadas e nem sempre é fácil abandoná-las. Parecer com Cristo exige mudanças e esforços principalmente em relação a comportamentos. Práticas sexuais que são contrárias a moral, impurezas. (Aquilo que, misturado a uma substância, a polui ou adultera), ações contrárias a decência, são apenas alguns exemplos de práticas que o salvo deve abandonar por amor ao Senhor. “As coisas que a natureza humana produz são bem conhecidas. Elas são: a imoralidade sexual, a impureza, as ações indecentes,” (Gl 5:19). Abandonar a velha natureza, está será a máxima que de forma alguma e em momento algum pode ou deve ser negligenciada pelo salvo. O salvo deve ser sempre alguém que entendeu o seu chamado e que aprendeu que viver em novidade de vida é tudo o que ele precisa para ser parecido com o Mestre. “Portanto, abandonem a velha natureza de vocês, que fazia com que vocês vivessem uma vida de pecados e que estava sendo destruída pelos seus desejos enganosos.” (Ef 4:22). Quanto mais conhecemos o Senhor Jesus, mais desejamos nos tornar parecidos com Ele. Quanto mais nos parecermos com o Senhor Jesus mais a nossa velha natureza vai sendo sacrificada e morta. “Não mintam uns para os outros, pois vocês já deixaram de lado a natureza velha com os seus costumes  e se vestiram com uma nova natureza. Essa natureza é a nova pessoa que Deus, o seu criador, está sempre renovando para que ela se torne parecida com ele, a fim de fazer com que vocês o conheçam completamente.” (Cl 3:9-10)

CONCLUSÃO:
Como receber a natureza de Deus? Recebendo os méritos da morte de Cristo na cruz, nossa natureza humana é sacrificada juntamente com Ele, passamos a viver uma nova natureza em Deus. Vivendo neste mundo de maneira a não permitir que nossa velha natureza humana pecaminosa assuma novamente as o controle de nosso atos, e conseqüentemente deixemos de viver em novidade de vida ao lado de nosso Senhor Jesus Cristo. Possuir a natureza de Deus significa acima de qualquer coisa, realmente ser um com Ele, de forma tal a que todos os nossos atos e todas as nossas atitudes sejam moldadas na vida dele, e que como o Apostolo Paulo, possamos dizer: Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo é quem vive em mim. E esta vida que vivo agora, eu a vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se deu a si mesmo por mim. (Gl 2:20)






quarta-feira, 2 de novembro de 2011

O PERFIL DE UM LOUCO

“Então, na frente de todos eles, fez de conta que estava louco. Quando tentaram segurá-lo, ele começou a agir como doido: rabiscava os portões da cidade e deixava escorrer saliva pela barba.  Então Aquis disse aos seus oficiais: —Este homem está louco! Por que o trouxeram para cá?  Será que já não tenho bastantes loucos em volta de mim? Por que trazem outro doido para a minha própria casa, a fim de me aborrecer com as suas loucuras?” (1Sm 21:13-15).

Introdução: Na presença do rei Abimeleque, Davi fingiu que estava louco, e por isso Abimeleque o mandou embora. Depois de sair, Davi escreveu o salmo 34. ...Eu sempre darei graças a Deus, o SENHOR; o seu louvor estará nos meus lábios o dia inteiro.”
Louco = Adjetivo, isto é, uma palavra que modifica o substantivo, indicando qualidade, caráter, modo de ser ou estado.
·         Que perdeu a razão; doido, maluco/ Contrário à razão; insensato.
·         Dominado por paixão intensa; apaixonado/ Extravagante
Davi foi capaz de descrever sua “loucura” nas letras do Salmo 34, e ao contrário daquilo que o rei Abimeleque pensou, a loucura de Davi, era a loucura de alguém que aprendera de maneira prática a engrandecer a Deus e viver sua vida de maneira tal a demonstrar em cada traços de seus gestos uma paixão extravagante intensa e determinada por seu Senhor. Ao escrever este salmo Davi mostra de forma clara como é a “loucura” de se render a Cristo, assim como Paulo escreveu, reconhecendo-o como Senhor e Salvador Pessoal. “De fato, a mensagem da morte de Cristo na cruz é loucura para os que estão se perdendo; mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus.” (1Co 1:18). Assim, perguntamos, Quem é o louco? Ou ainda, o que é a loucura ? Davi nas linhas do salmo responde: O louco é sempre...

I. ALGUÉM QUE POR ESTAR “DOMINADO POR UMA PAIXÃO INTENSA” DESCOBRIU MOTIVOS PARA ENGRANDECER AO SEU SENHOR E FAZER DESTE SEU LOUVOR UM INSTRUMENTO FAVORÁVEL DE AGRADECIMENTO A DEUS.“Eu o louvarei por causa das coisas que ele tem feito; os que são perseguidos ouvirão isso e se alegrarão.  Anunciem comigo a sua grandeza; louvemos juntos o SENHOR.” (Sl 34:2-3)

a)    “eu o louvarei...”
 O louvor é a expressão maior de gratidão a Deus. Davi entendeu isto e aprendeu a louvar ao Senhor de maneira que o seu louvor foi capaz de expressar toda a sua alegria e contentamento a Ele.
·         O SENHOR é a minha força e o meu escudo; com todo o coração eu confio nele. O SENHOR me ajuda; por isso, o meu coração está feliz, e eu canto hinos em seu louvor  (Sl 28:7)
Somente alguém que se deixasse “dominar” por Deus por uma paixão tão intensa como Davi, saberia expressar de forma tão enfática e alegre toda a sua gratidão a Ele. Davi fazia do louvor o alimento que o sustentava e o mantinha de pé. As tuas bênçãos são como alimentos gostosos; elas me satisfazem, e por isso canto alegremente canções de louvor a ti. (Sl 63:5). Esta certeza em Deus, fazia deste homem um verdadeiro adorador e era o que o impedia de fraquejar diante das maiores adversidades da vida. A loucura de um adorador apaixonado pelo seu Deus
·         O meu coração está firme, ó Deus, bem firme; eu cantarei hinos em teu louvor. Acorde, meu coração!” (Sl 108:1)

b)   por causa das coisas que Ele tem feito...
Davi quando olhava para trás e percebia o quanto ele era devedor de Deus, pois sem nenhum merecimento o Senhor o havia abençoado e os maravilhosos “feitos” do Senhor estavam sempre presentes na sua história. Ó SENHOR Deus, os teus feitos poderosos me tornam feliz! Eu canto de alegria pelas coisas que fazes. (Sl 92:4). Como não amar um Deus assim? Como não se deixar dominar por um sentimento como Este? Davi não podia jamais esquecer-se de todos os feitos de seu Deus, eram tantos e tão maravilhosos dignos de um Deus bondoso e cheio de misericórdias como o Senhor! O SENHOR não nos deixa esquecer dos seus feitos maravilhosos; ele é bom e tem muita misericórdia. (Sl 111:4)

II. ALGUÉM QUE “APAIXONADO POR DEUS” APRENDEU A ESPERAR  INTEIRAMENTE NELE SEM NUNCA SE DESAPONTAR E QUE DESCOBRIU QUE A FELICADE E SEGURANÇA SOMENTE EM DEUS PODEMOS EXPERIMENTAR.
“Eu pedi a ajuda do SENHOR, e ele me respondeu; ele me livrou de todos os meus medos.  Os que são perseguidos olham para ele e se alegram; eles nunca ficarão desapontados.  Eu, um pobre sofredor, gritei; o SENHOR me ouviu e me livrou das minhas aflições.  O Anjo do SENHOR fica em volta daqueles que o temem e os protege do perigo.  Procure descobrir, por você mesmo, como o SENHOR Deus é bom. Feliz aquele que encontra segurança nele!” (Sl 34:4-8)

a)    “...Ele me respondeu...”
Davi conhecia o Deus que tinha todas as respostas das quais ele precisava. Em nenhum momento da sua vida Deus o havia deixado sem respostas.
·         Na minha aflição, eu clamei ao SENHOR; ele me respondeu e me livrou da angústia.” (Sl 118:5)
Nas horas em que o perigo o espreitava, Davi sabia em quem ele depositava todos os seus medos ou temores. ele me livrou de todos os meus medos”. Davi sabia esperar pelo Senhor pois sabia que Ele não tardaria com a sua resposta “De manhã ouves a minha voz; quando o sol nasce, eu faço a minha oração e espero a tua resposta.” (Sl 5:3). A paixão de Davi foi a resposta sincera a todas as respostas verdadeiras de Deus para ele. Sua amizade com Deus foi tamanha que Salomão, seu filho acabou também discursando: “A resposta sincera é sinal de uma amizade verdadeira.” (Pv 24:26). Para Davi, o Senhor era mais que uma resposta, era a resposta verdadeira pela qual todos os homens deveriam também se apaixonar!

b)   “...O SENHOR me ouviu e me livrou das minhas aflições...”
Esperar em Deus foi o trunfo de Davi para alcançar todas as vitórias que alcançou em sua vida e reino. Em nenhum momento Deus o deixou desapontado. Em Deus Davi sempre encontrava um abrigo seguro onde se esconder.“O SENHOR é um abrigo para os que são perseguidos; ele os protege em tempos de aflição.” (Sl 9:9). Apaixonado por Deus, Davi aprendeu a cantar  e a gritar bem alto a respeito do poder do seu Deus. “Porém eu cantarei a respeito do teu poder; de manhã louvarei bem alto o teu amor, pois tu tens sido uma fortaleza para mim, um refúgio nos meus dias de aflição.” (Sl 59:16). A qualquer tempo e em qualquer hora, o louvor ao Senhor deveria sempre estar em seus lábios.

c)    “...Feliz aquele que encontra segurança nele!”
Apaixonado por Deus, Davi sempre encontrou segurança NELE! Na expressão “Procure descobrir, por você mesmo, como o SENHOR Deus é bom”  Davi conseguiu descrever toda a sua intenção em contagiar outras pessoas com amor de Deus, um amor que ele mesmo havia experimentado e que após ter provado mostrou prova de ter encontrado neste amor toda a bondade de Deus. “Provai e vede que o SENHOR é bom; bem-aventurado o homem que nele confia.” (Sl 34:8 RC).

III.   ALGUÉM QUE DECIDIU DEDICAR-SE EXTRAVAGANTEMENTE AO SENHOR E POR TEMOR EMPRENDEU TOTAL DEPENDÊNCIA  A ELE EM TODAS E QUAISQUER SITUAÇÕES.
“Que todos os que se dedicam a Deus o temam, pois aqueles que o temem não têm falta de nada!  Até os leões não têm comida e passam fome, porém não falta nada aos que procuram a ajuda do SENHOR.  Venham, meus jovens amigos, e escutem, que eu os ensinarei a temer a Deus, o SENHOR.” (Sl 34:9-11)

Davi acostumou em ver as suas orações respondidas. Ele se mostrou-se um grande sábio ao dedicar toda a sua “loucura” ao Senhor. Parece ter aprendido nas palavras de Paulo: “Que ninguém engane a si mesmo! Se algum de vocês pensa que é sábio conforme a sabedoria humana, então precisa se tornar louco para ser, de fato, sábio.” (1Co 3:18). Sua dependência a Deus era tanta que aqueles que conviviam com ele aprendiam, assim como ele a viver nesta dependência (Asafe) “Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, ele é tudo o que sempre preciso.” (Sl 73:26). Procurar pela ajuda de Deus era a forma extravagante de Davi demonstrar toda a sua dependência ao Senhor. Diante de qualquer situação embaraçosa, Davi sempre corria para os pés de seu amado Deus.
·         “ É melhor confiar no SENHOR, do que depender de seres humanos.” (Sl 118:8)
·         “ É melhor confiar no SENHOR do que depender de pessoas importantes.” (Sl 118:9)
Davi sempre foi louco por seu Deus e esta loucura nunca indicou um homem sem juízo, maluco ou insensato. Pelo contrário esta loucura de Davi por Deus mostrou claramente o perfil de um homem coerente e apaixonado e que jamais trocaria a fidelidade a Deus por bem nenhum nesta terra.
·         “ Então, o que poderão dizer os sábios e os instruídos? O que vão dizer os grandes oradores deste mundo? Deus tem mostrado que a sabedoria deste mundo é loucura.” (1Co 1:20)

CONCLUSÃO:
 A loucura de Davi este extravagante apaixonado por Deus, pode muito bem se expressar claramente nas palavras do Apostolo Paulo. “Mas nós anunciamos o Cristo crucificado uma mensagem que para os judeus é ofensa e para os não-judeus é loucura... Pois aquilo que parece ser a loucura de Deus é mais sábio do que a sabedoria humana, e aquilo que parece ser a fraqueza de Deus é mais forte do que a força humana...  Para envergonhar os sábios, Deus escolheu aquilo que o mundo acha que é loucura; e, para envergonhar os poderosos, ele escolheu o que o mundo acha fraco.” (1Co 1:23,25,27)


quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O HOMEM MOLDADO POR DEUS PARA ESTA GERAÇÃO


O HOMEM DE SUCESSO COM DEUS
(Uma definição básica)
Oramos a Deus pedindo que vocês não façam nada que seja mau, não para mostrar que nós somos um sucesso, mas para que vocês façam o que é certo. E não importa que fique parecendo que nós falhamos.” (2Co 13:7 NTLH)

O que se define por “sucesso”. Por quais critérios básicos utilizáveis poderemos concluir os nossos sucessos ou insucessos como Homens de Deus? Na verdade todos nós temos muitas dúvidas a respeito do assunto:
·         Ó SENHOR Deus, se eu discutisse esse meu caso contigo, tu provarias que estás com a razão. Mas eu preciso te fazer algumas perguntas sobre a tua justiça. Por que os maus ficam ricos? Por que os desonestos conseguem sucesso?” (Jr 12:1).
Se os nossos critérios de sucesso forem os mesmos critérios que o mundo utiliza, corremos o risco de ficar decepcionados com os homens apresentados pela Bíblia e que sempre foram modelo de vida e dedicação a Deus. Por exemplo, o Apóstolo Paulo. Depois de Jesus, Paulo deve ser a pessoa mais influente na história da fé cristã. Mais qual é o testemunho dele?  Eles são servos de Cristo? Mas eu sou um servo melhor do que eles, embora, ao dizer isso, eu esteja falando como se fosse louco. Pois eu tenho trabalhado mais do que eles e tenho estado mais vezes na cadeia. Tenho sido chicoteado muito mais do que eles e muitas vezes estive em perigo de morte.” 2Co 11:23. Prosseguindo a leitura do verso 24 ao verso 30, temos uma descrição de como foi à vida de um homem que foi capaz de “abrir” mão daquilo que o mundo considerava sucesso, para ser aquilo que Deus considera “sucesso
  • Em cinco ocasiões os judeus me deram trinta e nove chicotadas.
  • Três vezes os romanos me bateram com porretes, e
  • Uma vez fui apedrejado.
  • Três vezes o navio em que eu estava viajando afundou, e numa dessas vezes passei vinte e quatro horas boiando no mar. 
  • Nas muitas viagens que fiz, tenho estado em perigos de inundações e de ladrões;
  • Em perigos causados pelos meus patrícios, os judeus,
  • E também pelos não-judeus.
  • Tenho estado no meio de perigos nas cidades, nos desertos e em alto mar;
  • E também em perigos causados por falsos irmãos. 
  • Tenho tido trabalhos e canseiras.
  • Muitas vezes tenho ficado sem dormir.
  • Tenho passado fome e sede.
  •  Têm me faltado casa, comida e roupas.
  • Além dessas e de outras coisas, ainda pesa diariamente sobre mim a preocupação que tenho por todas as igrejas. 
  • Quando alguém está fraco, eu também me sinto fraco;
  • E, quando alguém cai em pecado, eu fico muito aflito. 

Talvez, depois desta leitura estejamos dizendo: Se é isso o sucesso, é melhor repensar o tema. No entanto veja o brado deste mesmo homem no final da sua carreira: 
  • “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.” (2Tm 4:7,8 RC)

O Senhor Jesus, nosso melhor exemplo, pode nos dar também uma idéia de como é ter sucesso com Deus. Talvez seja melhor antes de repensar o tema olhar para os exemplos da vida do nosso mestre.
  • “Jesus respondeu: As raposas têm as suas covas, e os pássaros, os seus ninhos. Mas o Filho do Homem não tem onde descansar.” (Mt 8:20)
  • “Porque até o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida para salvar muita gente.” (Mt 20:28)
  • “Jesus começou a ensinar os discípulos, dizendo: O Filho do Homem terá de sofrer muito. Ele será rejeitado pelos líderes judeus, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da Lei...” (Mc 8:31)

Percebemos alguma diferença entre ter sucesso com Deus ou fazer sucesso no mundo? Será que existe alguma diferença ou será tudo a mesma coisa? Para o mundo fazer sucesso é se tornar rico, possuir os melhores carros, as melhores casas, os melhores empregos. Em suma sucesso do mundo se resume em Ter, ter, e ter cada vez mais. Sucesso com Deus é oposto, fala em renuncias, entregas, trabalhos, vigílias, perseguições, calúnias e por ai vai. Não foi assim que viveram os homens de Deus na Bíblia? Se ainda assim queremos o sucesso com Deus, vamos caminhar então por uma definição básica da palavra, e dentro destas definições, responderemos apenas algumas perguntas, que, dependendo das respostas que daremos a elas, nos ajudarão a uma conclusão, embora que também básica, daquilo que se espera de alguém que como nós, está disposto, nesta geração a ser homens de sucesso com Deus.

  • Sucesso = Acontecimento.
O que fiz de relevante na Igreja que possa dizer que foi um grande acontecimento de Deus na minha vida em 2011? E espalhou-se a notícia aquele acontecimento por todo aquele país.” (Mt 9:26 RC)

  • Sucesso = Ocorrência.
Que ocorrência  positiva nestes últimos anos foi fruto de um esforço ou de um trabalho que eu tenha realizado para Deus? Fiz o melhor que pude na corrida, cheguei até o fim, conservei a fé.” (2Tm 4:7)

  • Sucesso = Resultado.
“Quais resultados alcancei através da doação do meu tempo ou de meu serviço ao Senhor nos últimos anos?” Será que eu não sou um homem livre? Por acaso não sou um apóstolo? Será que eu não vi Jesus, o nosso Senhor? Por acaso vocês não são o resultado do trabalho que faço para o Senhor?(1Co 9:1)

  • Sucesso = Conclusão.
“Que fiz de conclusivo pelo reino pelo qual eu possa dizer: “terminei este trabalho para Deus?” “Porém, já que terminei o meu trabalho nessas regiões e como há muitos anos tenho pensado em ver vocês,” (Rm 15:23)

  • Sucesso = Resultado feliz.
“Qual o meu humor depois de alguns dias de muito trabalho na obra de Deus, sem reconhecimento humano ou depois de ser confrontado por Ele? O trabalho dos bons produz vida, mas o resultado do pecado é somente mais pecado.” (Pv 10:16)

A conclusão deverá ser uma, e somente uma! Vamos nos tornar homens de Sucesso com Deus, quando permitirmos ser homens “moldados” por Deus de maneira tal que nos tornemos instrumentos nas mãos de Deus para transformação de toda a nossa geração.

“HOMENS MOLDADOS POR DEUS PARA ESTA GERAÇÃO”
(Uma visão panorâmica)
“Por isso, o SENHOR estava com ele, (Ezequias) e ele teve sucesso em tudo o que fez...”
 (2Rs 18:7)

Geração é o espaço de tempo (aproximadamente 25 anos) que vai de uma geração a outra. Vivemos e nos movemos durante todo este tempo, em meio a um povo de natureza rebelde.
·        Mas o seu povo se entregou ao pecado e por isso eles não merecem ser filhos dele. São gente pecadora e má”. Dt 32.5.
O que a Bíblia diz é que em meio a esta geração perversa, “E com muitas outras palavras isto testificava e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa.” (At 2:40 RC). Deus procura homens, e o que nós esperamos e queremos, e sermos encontrados por Ele. Para sermos encontrados por Deus, que tal preencher alguns requisitos, ou permitir que Ele mesmo faça algumas modificações em nosso ser ou em nosso modo de vida? Serão estas modificações que nos capacitarão a viver nesta geração, sem, contudo fazer parte dela. para que vocês não tenham nenhuma falha ou mancha. Sejam filhos de Deus, vivendo sem nenhuma culpa no meio de pessoas más, que não querem saber de Deus. No meio delas vocês devem brilhar como as estrelas no céu,” (Fp 2:15) O perfil do homem que Deus procura continua sendo o mesmo perfil que encontramos em homens que foram achados por Ele ao longo da Bíblia.

  • Homens Que desejem comunhão. ...Noé era um homem direito e sempre obedecia a Deus. Entre os homens do seu tempo, Noé vivia em comunhão com Deus. (Gn 6:9)
  • Homens que mereçam confiança. ... Devem ser homens que temam a Deus, que mereçam confiança e que sejam honestos em tudo.” (Êx 18:21)
  • Homens dedicados e livres de toda contenda. Quero que em todos os lugares os homens orem homens dedicados a Deus; e que, ao orarem, eles levantem as mãos, sem ódio e sem brigas.” (1Tm 2:8)
  • Homens que transmitam seriedade. “Do mesmo modo, os diáconos devem ser homens de palavra e sérios. Não devem beber muito vinho, nem ser gananciosos.” (1Tm 3:8)
  • Homens discipuladores. “Tome os ensinamentos que você me ouviu dar na presença de muitas testemunhas e entregue-os aos cuidados de homens de confiança, que sejam capazes de ensinar outros.” (2Tm 2:2)
Será tão difícil atingir este perfil? Pois ao contrário daquilo que Deus espera encontrar, infelizmente em nosso tempo, Ele tem encontrado um perfil que vem causado insatisfação ao reino, pois fica subentendido que o reino de Deus não exige “mudanças”. O perfil que temos encontrado se desenham como:

  • Homens sem temor. Pois alguns homens que não temem a Deus entraram no meio da nossa gente sem serem notados. Eles torcem a mensagem a respeito da graça do nosso Deus a fim de arranjar uma desculpa para a sua vida imoral. E também rejeitam Jesus Cristo, o nosso único Mestre e Senhor. Há muito tempo que as Escrituras Sagradas anunciaram a condenação que eles já receberam. (Jd 1:4)
  • Homens que desprezam a autoridade de Deus. Do mesmo modo esses homens têm visões que os fazem pecar contra o próprio corpo deles. Desprezam a autoridade de Deus e insultam os gloriosos seres celestiais. (Jd 1:8)
  • Homens sem entendimento. Mas esses homens xingam aquilo que não entendem. E as coisas que eles conhecem por instinto, como os animais selvagens, são estas que os destroem. (Jd 1:10). Mas esses homens agem por instinto, como os animais selvagens, que nascem para serem caçados e mortos. Eles xingam aquilo que não entendem. Por tudo isso eles serão destruídos como animais selvagens (2Pe 2:12).
  • Homens Interesseiros. Esses homens estão sempre resmungando e acusando os outros. Eles seguem os seus próprios maus desejos, vivem se gabando e bajulam os outros porque são interesseiros. (Jd 1:16)
Não podemos nos enganar, o Reino de Deus exige mudanças.

  • “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele.” (Rm 12:2).
Sucesso com Deus, fala em mudanças. Não tem como ter sucesso com Deus vivendo a mesma vida que vivíamos antes de conhecê-lo, ou andando da mesma maneira que andávamos. 

  • “Pois, quando vivíamos de acordo com a nossa natureza humana, os maus desejos despertados pela lei agiam em todo o nosso ser e nos levavam para a morte.” (Rm 7:5)
  • “Naquele tempo vocês seguiam o mau caminho deste mundo e faziam a vontade daquele que governa os poderes espirituais do espaço, o espírito que agora controla os que desobedecem a Deus.” (Ef 2:2)
Ser moldado por Deus significa tomar a forma de Deus, se tornar “parecido” Ele. É permitir que Deus interfira em toda a nossa existência, nas nossas vontades, nos nossos desejos.

  • “Portanto, todos nós, com o rosto descoberto, refletimos a glória que vem do Senhor. Essa glória vai ficando cada vez mais brilhante e vai nos tornando cada vez mais parecidos com o Senhor, que é o Espírito.” (2Co 3:18)
E viver a expressão da verdade de tudo aquilo que a Bíblia afirma que Deus fez por nós quando nos salvou. 

  • “Mas a misericórdia de Deus é muito grande, e o seu amor por nós é tanto, que, quando estávamos espiritualmente mortos por causa da nossa desobediência, ele nos trouxe para a vida que temos em união com Cristo. Pela graça de Deus vocês são salvos.” (Ef 2:4-5)

O CAMINHO DE DEUS PARA O SUCESSO.
(Um segredo revelado)
Seja forte e muito corajoso. Tome cuidado e viva de acordo com toda a Lei que o meu servo Moisés lhe deu. Não se desvie dela em nada e você terá sucesso em qualquer lugar para onde for.” (Js 1:7)

O segredo do sucesso com Deus está revelado em sua Palavra. Não existe uma fórmula mágica, nem palavras mágicas. Não são “encantamentos” nem supostas “revelações” que nos farão atingir este sucesso. Não existem pessoas que podem dar um “empurrãozinho” ou apadrinhar este sucesso. Não, isto depende unicamente de nós e de nossa atitude para com a palavra de Deus. Não são as nossas expectativas que deverão estar em foco, mas as expectativas de Deus a nosso respeito. Não é aquilo que nós pensamos de nós mesmo, mais aquilo que Deus espera de nós. A verdade é que podemos fazer mais pelo reino, e é exatamente esta atitude que Deus está esperando que tomemos. Deus quer que façamos mais! O caminho não é difícil, o segredo é andar com Deus em sintonia com a Sua Palavra.

1.    “SEJA FORTE”
FORÇA. Aquilo em que alguém é excelente.
“O egoísta sempre causa problemas. Quem confia no SENHOR terá sucesso.” (Pv 28:25)
Ser forte aqui significa estar pronto para ser confrontado com as dificuldades que se apresentarão ao longo da caminhada. Podemos confiar em Deus de tal maneira que nos ternemos alguém com “excelência” NELE. “Ainda que as figueiras não produzam frutas, e as parreiras não dêem uvas; ainda que não haja azeitonas para apanhar nem trigo para colher; ainda que não haja mais ovelhas nos campos nem gado nos currais, mesmo assim eu darei graças ao SENHOR e louvarei a Deus, o meu Salvador.” (Hc 3:17,18). Não é ser forte na força humana, mais ser forte na força de Deus. É a força que se alcança através de comunhão e intimidade com Deus e Seu Filho Jesus Cristo. “E você, meu filho, seja forte por meio da graça que é nossa por estarmos unidos com Cristo Jesus.” (2Tm 2:1)

2.     “E MUITO CORAJOSO”
CORAGEM. Energia moral ante situações aflitivas ou difíceis.
Se por um lado precisamos ser fortes, por outro, não podemos desprezar a coragem. A “força” é a capacitação para enfrentarmos a adversidade. A coragem é a energia moral que nos dá condições de olharmos para as situações aflitivas e difíceis e não correr delas. Não nos ajuda muito ter muita força, mais não ter coragem para colocar essa força em prática. Em quase todas as ocasiões em que Jesus curou alguém, Ele sempre dizia “coragem”
·         Mt 9.2 – Ao paralitico. “Coragem, meu filho! Os seus pecados estão perdoados.”
·         Mt 9.22 – A mulher. “Coragem, minha filha! Você sarou porque teve fé.”
·         Mt 14.27 - Aos discípulos - Coragem! Sou eu! Não tenham medo!
·         Mc 10.49 – Ao cego - Coragem! Levante-se porque ele está chamando você!
Coragem é a força motriz que nos faz ultrapassar nossos próprios limites e acreditarmos que em Deus a vitória é garantida. “Eu digo isso para que, por estarem unidos comigo, vocês tenham paz. No mundo vocês vão sofrer; mas tenham coragem. Eu venci o mundo.” (Jo 16:33).

3.    . “TOME CUIDADO”
VIGILÂNCIA. Zelo, diligência, Cuidado, atenção.
“E, se tivermos o cuidado de obedecer a todas estas leis que o SENHOR, nosso Deus, nos deu, a nossa vida agradará a ele.” (Dt 6:25)
Um homem que deseja alcançar o sucesso com Deus deve ser alguém no mínimo cuidadoso com a sua vida espiritual. Andar com Deus e agradar a Deus é sinônimo de obediência a sua Palavra. “Eu disse: Vou ter cuidado com a minha maneira de viver e não vou deixar que a minha língua me faça pecar. Enquanto os maus estiverem em volta de mim, não falarei nada.” (Sl 39:1). O zelo de alguém que aprendeu a confiar na Palavra de Deus e tem a preocupação em levar outros a ter esta mesma confiança. “Cuide de você mesmo e tenha cuidado com o que ensina. Continue fazendo isso, pois assim você salvará tanto você mesmo como os que o escutam.” (1Tm 4:16). O cuidado em estar próximo, cada vez mais próximo daquilo que Deus projetou para a sua vida aqui na terra não abrindo mão de seu compromisso em viver uma vida de integridade, honrando ao seu Senhor na igreja e no mundo. “Meus irmãos, cuidado para que nenhum de vocês tenha um coração tão mau e descrente, que o leve a se afastar do Deus vivo.” (Hb 3:12)

4.    “E VIVA DE ACORDO COM TODA A LEI”
ACORDO. Concordância de sentimentos ou idéias. Harmonia, conformidade.
“Se obedecemos aos mandamentos de Deus, então temos certeza de que o conhecemos.” (1Jo 2:3).
O homem de sucesso com Deus é o homem que conheceu Deus e aprendeu a andar em conformidade a com a sua Palavra. É aquele que entendeu que a Bíblia continua sendo o Livro de Deus, o Livro onde ele pode encontrar toda orientação necessária para o seu bem estar. “Ensina-me a viver de acordo com a tua verdade, pois tu és o meu Deus, o meu Salvador. Eu sempre confio em ti.” (Sl 25:5). Ele aprendeu a abandonar as velhas práticas e passou a viver uma vida de novidade ao lado daquele a quem ele fez Salvador e Senhor da sua vida. “Tu aceitas os que fazem com prazer o que é direito, os que lembram de viver de acordo com a tua vontade. Tu estavas irado conosco, mas nós continuamos a pecar; só seremos salvos se andarmos nos caminhos antigos.” (Is 64:5)

CONCLUSÃO:
COMO CONSEGUIR ISTO.
“Fale sempre do que está escrito no Livro da Lei. Estude esse livro dia e noite e se esforce para viver de acordo com tudo o que está escrito nele. Se fizer isso, tudo lhe correrá bem, e você terá sucesso.” (Js 1:8).

  • FALANDO A BÍBLIA. “Fale sempre do que está escrito no Livro da Lei...”
  • ESTUDANDO A BÍBLIA. “... Estude esse livro dia e noite...” Os meus ensinamentos lhe darão uma vida longa e cheia de sucesso. (Pv 3:2)
  • ESFORÇAR-SE PARA VIVER DE ACORDO COM A BÍBLIA. “... e se esforce para viver de acordo com tudo o que está escrito nele.

  • “Quem tenta esconder os seus pecados não terá sucesso na vida, mas Deus tem misericórdia de quem confessa os seus pecados e os abandona.” (Pv 28:13)


SALA DE ESTUDOS - HERMENÊUTICA

Sala de Estudos Introdução:  Hoje é nosso primeiro dia Sala de Estudo. Iniciamos agora uma nova reunião onde teremos o privilégio de ...