segunda-feira, 19 de setembro de 2016

O Jejum e a Oração Parte III

ESTUDO BÍBLICO TERÇA-FEIRA
IGREJA BATISTA NACIONAL
VALE DAS BENÇÃOS
EM BACAXÁ – SAQUAREMA
"O Jejum e a Oração a Luz da Bíblia"
Parte III

Mateus 6:5-16
5 - E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. 6 - Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente. 7 - E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. 8 - Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. 9 - Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; 10 - Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; 11 - O pão nosso de cada dia nos dá hoje; 12 - E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; 13 - E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém. 14 - Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; 15 - Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas. 16 - E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.

Introdução: Vamos nos focar agora especificamente no tema oração. Estudamos até aqui detalhes sobre a prática do jejum, contudo, nosso objetivo é unir os dois temas, pois queremos estar prontos e com entendimento para o propósito que será desenvolvido em nossa igreja. Ambos, jejum e oração são temas infinitamente abundantes e queremos entender alguns detalhes que os envolvem. Lembrando sempre que todos os temas aqui tratados devem ser analisados a luz das escrituras. Qualquer dúvida, não deve ser levada para casa, deve ser apresentada aqui para que juntos busquemos na Bíblia respostas. No demais, esperamos conseguir sua atenção e despertar interesse no que diz respeito à ministração da Palavra.  Então só nos resta desejar-lhe um bom estudo!

I. ORAÇÃO, DEFINIÇÕES E BASE BÍBLICA.
Jo 4:24 Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
Particularmente entendemos que não precisamos nos deter prolongadamente neste tema, (até porque este é nosso último estudo). Mas como é um tema profundo demais, e dificilmente conseguiremos nos deter diante de todas as verdades expostas no Livro de Deus.  Como crente sabemos, pelo menos, um pouquinho do que é orar. Se não sabemos, com toda certeza, do nosso jeito, já tivemos ou temos alguma experiência no que diz respeito à prática da orar.

Do grego “proseuchomai” o termo oração aponta para uma conversa com Deus que pode ser feita em particular ou em público. Os textos que tratam deste assunto na Bíblia são abundantes, e tanto o VT quanto o NT fazem referência à oração como uma atitude de suplicação e adoração ao Senhor. Como doutrina bíblica a oração deve destacar sempre o caráter de Deus e a necessidade do indivíduo em manter-se em comunhão constante com Ele. Oração, na Bíblia, não deve ser vista apenas como uma atitude natural de reação do crente, oração é muito mais do que isto, oração é uma conversa franca e necessária entre a criatura e Criador, entre o servo e seu Senhor, entre o homem e o próprio Deus. Na Bíblia, além das palavras “oração” e “orar”, encontraremos esta atividade sendo descrita por outros nomes tais como:
  • Invocar. Sl 17.6 Eu te invoquei, ó Deus, pois me queres ouvir...
  • Clamar. Sl 3.4 Com a minha voz clamei ao SENHOR...
  •  Levantar nossa alma. Sl 25.1 A TI, SENHOR, levanto a minha alma.
  •  Buscar. Is 55:6 Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar...
  • Chegar ao trono da graça. Hb 4.16 Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia...
  • Chegar perto. Hb 10.22 Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé...

1. A ORAÇÃO, PARA QUE SERVE?
Rm 12:12 Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;
A prática da oração é um bem inigualável na vida do salvo em Cristo Jesus, e como todos cristãos já experimentamos, nem que seja uma vez, o privilégio de ver nossa oração sendo prontamente atendida por Deus. Aliás, acho que todos sabemos da prontidão de Deus em nos ouvir e prontamente nos atender. 2Cr 7.15 Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar.
A oração é um relacionamento de intimidade com Deus. Quanto mais dedicamos tempo à oração, mas aumentamos nossa condição de se relacionar com Ele. Sl 42.8 Contudo o SENHOR mandará a sua misericórdia de dia, e de noite a sua canção estará comigo, uma oração ao Deus da minha vida. Então querer apontar uma finalidade a prática da oração pode parecer um tremendo paradoxo visto que nossa própria experiência cristã nos diz que devemos buscar para nossas vidas este contato mais intimo com o Senhor. Porém, como se trata de um estudo, vamos ver algumas razões em pelas quais somos ou devemos ser conduzidos à oração.
  •  SÚPLICA OU PEDIDO DE PERDÃO. I Reis 8:49-50 Ouve então nos céus, assento da tua habitação, a sua oração e a sua súplica, e faze-lhes justiça. E perdoa ao teu povo que houver pecado contra ti, todas as transgressões que houverem cometido contra ti; e dá-lhes misericórdia perante aqueles que os têm cativos, para que deles tenham compaixão.
  • MEDOS OU TEMORES. Sl 64.1 OUVE, ó Deus, a minha voz na minha oração; guarda a minha vida do temor do inimigo.
  • PROBLEMAS INDIVIDUAIS OU NA IGREJA. At 12.5 Pedro, pois, era guardado na prisão; mas a igreja fazia contínua oração por ele a Deus.
  • SENTIMENTOS DE ANGUSTIA OU ANSIEDADE. Fp 4.6 Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.
  • ENFERMIDADES. Tg 5.15 E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará...


2. TEM HORA CERTA PARA ORAR?
Claro que as razões apresentadas acima, são apenas algumas poucas razões para orarmos. A verdade, é que não precisamos ter um motivo para orar, precisamos ter liberalidade para orar. De fato, a oração precisa fazer parte do nosso culto diário, e para isso também não precisamos marcar uma hora com Deus. Deus não tem agenda, Ele está o tempo todo, como diz o Salmos, atento para nos ouvir. 34.15 Os olhos do SENHOR estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor.
  • DIA E NOITE. 1Rs 8.29 Para que os teus olhos noite e dia estejam abertos sobre esta casa, sobre este lugar, do qual disseste: O meu nome estará ali; para ouvires a oração que o teu servo fizer neste lugar.
  • PELA MANHÃ. Sl 5.3 Pela manhã ouvirás a minha voz, ó SENHOR; pela manhã apresentarei a ti a minha oração, e vigiarei.
  • DE MADRUGADA. Sl 88.13 Eu, porém, SENHOR, tenho clamado a ti, e de madrugada te esperará a minha oração.
  •  A NOITE INTEIRA. Lc 6:12  E aconteceu que naqueles dias subiu ao monte a orar, e passou a noite em oração a Deus.
  • A TARDE. Gn 24.63  E Isaque saíra a orar no campo, à tarde...
  • EM TODO TEMPO. Ef 6.18 Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos,

Se não existe hora, também é fato que não existe lugar. Todo lugar é um local apropriado à oração. Só devemos saber que algumas atitudes devem ser evitadas em determinados lugares, tipo: Fechar os olhos para orar estando na direção de um veículo ou trabalhando em algum maquinário que requer maior atenção. Vamos encontrar na Bíblia, servos do Senhor orando nos lugares menos prováveis possíveis, por exemplo, encontramos em Atos 10.9, Pedro subindo no que a Bíblia identifica como um “terraço". E no dia seguinte, indo eles seu caminho, e estando já perto da cidade, subiu Pedro ao terraço para orar, quase à hora sexta. Em 16.13, Paulo, vai a um lugar identificado apenas como "a beira do rio". E diz que ficava fora dos muros da cidade e era um lugar onde se costumava fazer oração. E no dia de sábado saímos fora das portas, para a beira do rio, onde se costumava fazer oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que ali se ajuntaram.
Existem ainda alguns textos que falam sobre algumas casas que funcionavam como Igrejas e devemos entender que nestas reuniões havia momentos de louvor e muita oração. Cl 4:15 Saudai aos irmãos que estão em Laodicéia e a Ninfa e à igreja que está em sua casa. Na verdade, como já dissemos, a oração pode ser feita a qualquer hora e em qualquer lugar. Podemos citar ainda como exemplos, mais dois textos.
  • NO MONTE. Mc 6.46 E, tendo-os despedido, foi ao monte a orar.
  • NO TEMPLO. Lc 18.10 Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano.

O local não importa, o que importa mesmo é a intenção de buscar mais intimidade com o Senhor.

3. A ORAÇÃO QUE DEUS NÃO OUVE.
Como todos os temas, sempre existem algumas dúvidas que precisam ser esclarecidas. A primeira dúvida que temos é: Será que Deus ouve a qualquer pessoa que orar a Ele? Ou será que existe alguma característica específica que faz com que nossa oração chegue até a presença de Deus? Na verdade o que vemos na Bíblia que Senhor não ouve a qualquer tipo de oração. Existem casos na Bíblia em que Deus, através de seus profetas, deixou isto bem claro.
  • Is 1.15 Por isso, quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei, porque as vossas mãos estão cheias de sangue.
  • Is 29.13 Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído;

Aqui nestes dois textos temos duas situações. Na primeira, Deus deixa de ouvir a oração em razão do pecado. vossas mãos estão cheias de sangue”. Neste caso não houve arrependimento nem abandono da prática pecaminosa, e neste caso Deus é enfático: ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei”,

O caso seguinte parece ser um pouco diferente. O texto de Isaías apresenta certa indisposição no coração das pessoas citadas no sentido de lealdade na adoração e na honra a Pessoa de Deus. Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim”.

Temos tanto em um caso quanto no outro há um entendimento em comum: Deus não houve a qualquer pessoa e nem a qualquer forma de oração. No primeiro caso existe a referência direta no sentido da oração não ouvida. não as ouvirei”. No texto seguinte a referência fica por conta de um afastamento da pessoa em relação a Deus. “o seu coração se afasta para longe de mim”.  Assim, fica o entendimento que o coração afastado, e o pecado não confessado podem impedir à resposta a oração.

4. A CERTEZA DA ORAÇÃO ATENDIDA.
1Ts 5:17 Orai sem cessar.
Antes de qualquer coisa é bom sabermos que a Bíblia ensina que o crente precisa ter uma vida regular de oração. A orientação para orarmos vem através dos vários escritores sagrados.
  • Os salmistas. Sl 105.4 Buscai ao SENHOR e a sua força; buscai a sua face continuamente.
  • Os profetas. Am 5.6 Buscai ao SENHOR, e vivei...
  • Os apóstolos. Cl 4.2 Perseverai em oração...
  • O Senhor Jesus. Mt 26.41 Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.

Deus aspira esta comunhão com o crente, e é mediante a oração que conseguimos manter o nosso relacionamento com Ele. Nossa comunhão na oração se acentua na sinceridade do coração, e não por palavras vazias. Não seremos atendidos na oração simplesmente porque sabemos falar bem em público, seremos ouvidos simplesmente porque fazemos da oração o nosso ponto de contato com o nosso Senhor. Mt 6:7 E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.

Se, estamos certos que Deus está pronto a nos ouvir, podemos estar também certos que Ele está pronto a nos atender. Contudo existem orações que fazemos que o melhor mesmo seja que Deus não nos atenda. Existem situações que pedimos determinadas "bênçãos" que mais a frente podem se transformar em maldições. O ideal é aprendermos a orar de forma correta. E a forma correta é sempre orar pedindo a Deus que faça a Sua Vontade, não a nossa. Se tivermos dificuldades com isto, podemos recorrer ao Espírito Santo: Rm 8.26 E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.
  • Jesus ao ensinar aos discípulos a maneira correta de orar. Mt 6.10 ...seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;
  • Em Mt 26:42  Jesus nos ensina o princípio, dando Ele mesmo o exemplo: E, indo segunda vez, orou, dizendo: Pai meu, se este cálice não pode passar de mim sem eu o beber, faça-se a tua vontade.
  • Paulo em Rm 1.10 manifestou sua vontade de ir a Igreja em Roma. Contudo, ele deixa claro que a vontade de Deus é que ofereceria a ele ocasião de ir vê-los. Pedindo sempre em minhas orações que nalgum tempo, pela vontade de Deus, se me ofereça boa ocasião de ir ter convosco.
  • Por fim, em Efésios 5.17, Paulo nos exorta a buscar entendimento em relação a vontade do Senhor. Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.

3. QUAL A MANEIRA CORRETA DE ORAR?
Lc 11.1 E ACONTECEU que, estando ele a orar num certo lugar, quando acabou, lhe disse um dos seus discípulos: Senhor, ensina-nos a orar, como também João ensinou aos seus discípulos.
Podemos orar de qualquer maneira? Ou será que existe alguma forma específica para a oração? A posição: De pé, ajoelhado, deitado, andando, de olhos fechados? Qualquer uma serve? Ou temos que saber que procurar uma maneira correta? O lugar? Na Igreja, em casa, em reuniões de grupos, andando pela rua? A Bíblia apresenta respostas a cada uma destas perguntas.

A FORMA. Quanto à forma de orar, temos algumas referências na Bíblia, porém nenhumas delas com finalidade de apresentar uma doutrina sobre o assunto.
  • Posso orar em silêncio. 1Sm 1.13 Porquanto Ana no seu coração falava; só se moviam os seus lábios, porém não se ouvia a sua voz; pelo que Eli a teve por embriagada.
  • Posso orar em voz alta. Ne 9.4 E Jesuá, Bani, Cadmiel, Sebanias, Buni, Serebias, Bani e Quenani se puseram em pé no lugar alto dos levitas, e clamaram em alta voz ao SENHOR seu Deus.
  •  Posso orar com minhas Próprias palavras. 1Sm 7.5 Disse mais Samuel: Congregai a todo o Israel em Mizpá; e orarei por vós ao SENHOR.
  • Posso orar sozinho. Mt 14:23 E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só.
  • Posso orar acompanhado. Lc 9:28  E aconteceu que, quase oito dias depois destas palavras, tomou consigo a Pedro, a João e a Tiago, e subiu ao monte a orar.
  • Devo orar com confiança. Mt 21:22 E, tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis.
  • Devo orar perseverante. Rm 12:12 Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;

Além de nos orientar em relação à maneira como devo orar, a Bíblia nos orienta também em ralação a favor de quem devemos orar. Talvez uma primeira e importante orientação em relação à oração é a de que devemos orar em favor de todas as pessoas, inclusive por aquelas pelas quais não temos nenhuma afinidade. Mt 5:44 ...orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;  Orar também por pessoas de difícil relacionamento. Lc 6:28 Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam. Em fim, temos que orar uns pelos outros. Tg 5:16 Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.

O TEMPO. Em relação ao tempo que temos de passar em aração, esta é uma atitude muito pessoal. Não podemos impor que todas as pessoas tenham o mesmo tipo de relacionamento que talvez tenhamos. Não podemos acreditar que a oração especificamente seja a única maneira de se relacionar com Deus. Existem pessoas, por exemplo, que não possuem a prática de tirar longos períodos orando ou se oram, o fazem sem dobrar seus joelhos demonstrando uma postura que a maioria de nós entende como uma postura irreverente.
A maneira correta de orar é orar da maneira que sabemos. Se gostarmos de tirar longos períodos de joelhos em oração, maravilha, isto é realmente uma atitude louvável. Se, no entanto preferirmos orar andando pela casa, ou de mãos dadas com membros da família ou até mesmo deitados em nossa cama, antes de dormirmos, amém. Esta é uma atitude de entendimento entre nós e Deus. É nossa comunhão com Ele, e para isso não existe regra específica.

As orientações bíblicas quanto à oração são bem específicas e podemos citar as seguintes:
  • Evitar qualquer atitude de Hipocrisia, isto é, qualquer falsa demonstração de sentimentos que na verdade não possuímos. Mt 6:5 E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
  • Orar sempre com uma atitude de gratidão a Deus. Seja qual for o motivo que nos esteja conduzindo a orar, devemos sempre lembrar que Deus tem pleno controle da situação. Então, agradeça sempre.
  • Orar sempre, insistentemente. Cl 4:2 Perseverai em oração, velando nela com ação de graças.
  • Orar em atitude de entrega pessoal a Deus. Mt 6:6 Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.

Este foi um estudo bastante resumido em relação ao tema ORAÇÃO. Em fim, qualquer demais dúvidas que surgirem em relação ao assunto, procuraremos respostas e juntos buscaremos em Deus maiores esclarecimentos. Se necessário, 

SALA DE ESTUDOS - HERMENÊUTICA

Sala de Estudos Introdução:  Hoje é nosso primeiro dia Sala de Estudo. Iniciamos agora uma nova reunião onde teremos o privilégio de ...