terça-feira, 28 de junho de 2016

ABENÇOADOS EM CRISTO COM TODA SORTE DE BÊNÇÃOS ESPIRITUAIS

CULTO DE ESTUDO DA PALAVRA. 28/06/2016
Igreja Batista Nacional em Bacaxá/ Saquarema

Ef 1.5-13 Deus já havia resolvido que nos tornaria seus filhos, por meio de Jesus Cristo, pois este era o seu prazer e a sua vontade. Portanto, louvemos a Deus pela sua gloriosa graça, que ele nos deu gratuitamente por meio do seu querido Filho. Pois, pela morte de Cristo na cruz, nós somos libertados, isto é, os nossos pecados são perdoados. Como é maravilhosa a graça de Deus, que ele nos deu com tanta fartura! Deus, em toda a sua sabedoria e entendimento, fez o que havia resolvido e nos revelou o plano secreto que tinha decidido realizar por meio de Cristo. Esse plano é unir, no tempo certo, debaixo da autoridade de Cristo, tudo o que existe no céu e na terra.  Todas as coisas são feitas de acordo com o plano e com a decisão de Deus. De acordo com a sua vontade e com aquilo que ele havia resolvido desde o princípio, Deus nos escolheu para sermos o seu povo, por meio da nossa união com Cristo. Portanto, digo que nós, que fomos os primeiros a pôr a nossa esperança em Cristo, louvemos a glória de Deus.  A mesma coisa aconteceu também com vocês. Quando ouviram a verdadeira mensagem, a boa notícia que trouxe para vocês a salvação, vocês creram em Cristo. E Deus pôs em vocês a sua marca de proprietário quando lhes deu o Espírito Santo, que ele havia prometido.

Introdução. O que faz desta carta interessante e até diferente das demais epístolas escrita por Paulo, é  a forma especial que o apóstolo utiliza na sua saudação inicial.  Paulo inicia desta vez, não apenas com uma saudação pessoal como sempre fazia em suas escritas. Desta vez, o apóstolo saúda a seu remetente, no caso a Igreja em Éfeso, mas agradecendo a Deus, e não por bençãos físicas como estamos acostumados a ver ou fazer. Paulo inicia com palavras de gratidão a Deus pelas bençãos espirituais. ⏩ Ef 1:3 Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestes em Cristo; 

Paulo sabia como ninguém o valor inestimável do sacrifício realizado por Cristo na cruz do Calvário, e conhecia também,  como ninguém, o alcance incalculável de tal atitude de amor demonstrado pela humanidade inteira. Cristo entregou-se a si mesmo por razões que humanamente nunca conseguiriamos entender. Suas razões para esta entrega são superiores ao alcance da nossa mente finita. Foi uma entrega em um ato de amor divino, grande demais para absorvemos com nosso entendimento humano.  Ele entregou-se, e uma vez tendo recebido os benefícios de Seu sacrifício, nos tornamos ricos, mas não de riqueza física, ricos de todas as bençãos espirituais.
1Pe 1:4 para uma herança incorruptível, incontaminável e imarcescível, reservada nos céus para vós, 

O que a Carta aos Efésios nos ensina é  que se conseguirmos, pelo menos, mensurar a grandeza deste entendimento, as bençãos reservadas para nós no céu deixarão de ser dúvidas para se tornarem plena e absoluta certeza. Se focarmos o céu, é certo que também facilmente compreenderemos as coisas que nos foram reservada como herança, aqui na terra.
Portanto, é Cristo quem consegue fazer uma nova aliança, para que os que foram chamados por Deus possam receber as bênçãos eternas que o próprio Deus prometeu. Isso pode ser feito porque houve uma morte que livrou as pessoas dos pecados que praticaram enquanto a primeira aliança estava em vigor. Hb 9:15 

Se existe qualquer difereça Básica entre terreno e celestial, podemos dizer que as bençãos celestiais serão sempre eternas em Cristo Jesus,enquanto as bençãos terrenas poderão ser temporais e passageiras. Peço que Deus abra a mente de vocês para que vejam a luz dele e conheçam a esperança para a qual ele os chamou. E também para que saibam como são maravilhosas as bênçãos que ele prometeu ao seu povo Ef 1:18 I.

AS BÊNÇÃOS ESPIRITUAIS. 
Ef 1:4-6 como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; e nos predestinou para sermos filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para o louvor da glória da sua graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado... 
Paulo dá início a epístola aos Efésios adiantando-se em listar algumas das muitas bençãos advindas do maravilhoso encontro entre o pecador e o Salvador Jesus Cristo. Paulo conhecia muito bem a cidade de Éfeso é sabia das dificuldades que os crentes daquela igreja tinham que enfrentar dia após dia.

1. A ESCOLHA. "nos escolheu Nele..."
O termo "escolha", aponta para outro termo em si relacionado, "eleição“. Eleição é o ato insondável de Deus, pelo qual, em Sua soberana vontade, Ele nos escolheu... O texto de Paulo nos convida a entender isto como um relacionamento familiar  cujo vínculo se estabelece numa união entre Pai e filhos. Tudo isto graças a um ato divino de amor. Deus estabelece para nós uma condição, Ele nos escolhe, e nós atendemos a sua decisão em nós escolher. Isto, para ser entendido melhor se observarmos na Bíblia, alguns momentos em que Deus faz escolhas num relacionamento de amizade e amor.

Uma família. Ne 9.7 Tu és o Senhor, o Deus que elegeste a Abrão, e o tiraste de Ur dos caldeus, e lhe puseste por nome Abraão. 

 ➡ Uma nação. Dt 4.37 E, porquanto amou a teus pais, não somente escolheu a sua descendência depois deles, mas também te tirou do Egito com a sua presença e com a sua grande força.

Um indivíduo. 1Ts 1.4 1 conhecendo, irmãos, amados de Deus, a vossa eleição; 

Percebam que Deus, escolheu sem que houvesse nenhum merecimento ou participação por parte daqueles que foram escolhidos. Rm 9.11,12 Mas, para que a escolha de um deles fosse completamente de acordo com o plano de Deus, o próprio Deus disse a Rebeca: “O mais velho será dominado pelo mais moço.” Disse isso antes de eles nascerem e antes de fazerem qualquer coisa, boa ou má. Assim ficou confirmado que é de acordo com o seu plano que Deus escolhe aqueles que ele quer chamar, sem levar em conta o que eles tenham feito.

Todo ato tem seu mérito por meio do Senhor Jesus Cristo. É  Ele que, oferecendo a graça da salvação, concede a humanidade a condição de se tornarem um com o Senhor. Cl 3.12 Vocês são o povo de Deus. Ele os amou e os escolheu para serem dele. Portanto, vistam-se de misericórdia, de bondade, de humildade, de delicadeza e de paciência. Em Sua sabedoria, Deus planejou a salvação para o homem, em Cristo, "antes da fundação do mundo". Antes mesmo que tivéssemos cometido qualquer pecado, Deus nos escolheu "em Cristo" com um objetivo comum: "para sermos Santos e irrepreensíveis...". Aqueles que recebem Cristo, recebem o perdão dos seus pecados e passam a viver de tal modo que, daí para frente... Não vivem mais na prática do pecado. 1Jo 3.9 Quem é filho de Deus não continua pecando, porque a vida que Deus dá permanece nessa pessoa. E ela não pode continuar pecando, porque Deus é o seu Pai. 

2. A BASE DA ESCOLHA.
"Deus já havia resolvido que nos tornaria seus filhos, por meio de Jesus Cristo, pois este era o Seu prazer e a Sua vontade " Ef 1.4 Somos filhos de Deus por adoção. Isto indica uma escolha pessoal que acontece no momento em que recebemos o Senhor Jesus como nosso Salvador Pessoal.  Pontos importantes nesta escolha foram listados por Pedro na sua primeira epístola.
⏩ 1Pe 1.2 Vocês foram escolhidos de acordo com o propósito de Deus, o Pai. E pelo Espírito de Deus vocês foram feitos um povo dedicado a ele a fim de obedecerem a Jesus Cristo e ficarem purificados pelo seu sangue. Que vocês tenham, mais e mais, a graça e a paz de Deus! 

O Filho "natural",  não passa necessariamente por nenhum processo de eleição. Ele é filho e esta é condição suficiente para que ele tenha garantido por lei, todos os direitos de família. Já o "adotado" sua situação é um pouco diferente. Ele precisa passar por um processo difícil e as vezes chega a ser bastante complicado. Ele precisa ser escolhido, muitas vezes em meio a muitos outros. Uma vez escolhido ele vai passar por todo um processo legal que pode ser longo e demorado. Feito tudo, ele agora é recebido, como o Filho natural, e isto assegurado por leis que regem o país, passando a ter os mesmos direitos de família. Com Deus o processo é um pouco diferente. Não há  burocracias  pois todos os custos do processo já foram pagos. Deus nos predestinou para a salvação, e isto não se trata de uma escolha casual. É uma escolha baseada no sacrifício de Cristo Jesus. A nós cabe respondemos positivamente a esta escolha, em obediência ao Senhor Jesus, para termos, de forma imediata o perdão dos nossos pecados, sermos salvos e finalmente, recebermos a adoção Divina. Passamos a ser vistos, a partir daí, como filhos amados. Ef 1.4 Antes da criação do mundo, Deus já nos havia escolhido para sermos dele por meio da nossa união com Cristo, a fim de pertencermos somente a Deus e nos apresentarmos diante dele sem culpa. 

A predestinação fala basicamente da escolha de um povo. Quando adotados por Deus passamos a fazer parte do seu povo escolhido. Passamos a pertencer ao povo bíblicamente identificado como Igreja, sendo, por isso mesmo, como igreja, predestinados ao céu. Todo o processo funciona, como descrito pelo apóstolo.
⏩Rm 8.17 Nós somos seus filhos, e por isso receberemos as bênçãos que ele guarda para o seu povo, e também receberemos com Cristo aquilo que Deus tem guardado para ele. Porque, se tomamos parte nos sofrimentos de Cristo, também tomaremos parte na sua glória.

a) A REDENÇÃO. 
Ef 1.4 3 Pois, pela morte de Cristo na cruz, nós somos libertados, isto é, os nossos pecados são perdoados. Como é maravilhosa a graça de Deus,
Redenção é o mesmo que libertação. O sentido bíblico da Palavra tem a ver com o ato de Deus em devolver ao verdadeiro proprietário algo ou alguma coisa que ele perdeu, ou de alguma forma lhe foi tirado ou roubado. No AT Deus é o Redentor que libertou Seu povo do cativeiro. Sl 111.9 Deus pôs o seu povo em liberdade e fez com ele uma aliança eterna. Ele é santo e poderoso. No NT a redenção acontece por pagamento de um preço que o pecador de forma alguma teria condições de pagar.
⏩Sl 49:7, 8 Nenhum deles de modo algum pode remir a seu irmão, nem por ele dar um resgate a Deus, pois a redenção da sua vida é caríssima, de sorte que os seus recursos não dariam.
O preço pago foi a morte de Cristo na Cruz do Calvário onde Ele, com seu sangue, nos "comprou" para uma vida de liberdade. Cristo nos libertou de nosso estado que era de escravidão e pecado.
⏩1Pe 1.18 Pois vocês sabem o preço que foi pago para livrá-los da vida inútil que herdaram dos seus antepassados. Esse preço não foi uma coisa que perde o seu valor como o ouro ou a prata. Vocês foram libertados pelo precioso sangue de Cristo, que era como um cordeiro sem defeito nem mancha.
A Redenção na sua forma completa somente acontecerá somente no final dos tempos. Rm 8.21 Um dia o próprio Universo ficará livre do poder destruidor que o mantém escravo e tomará parte na gloriosa liberdade dos filhos de Deus. 

b) A VONTADE DE DEUS. 
Ef 1.9 fez o que havia resolvido e nos revelou o plano secreto que tinha decidido realizar por meio de Cristo.
Ninguém é capaz de conhecer a mente de Deus a menos que Deus resolva revelar seus pensamentos.
⏩1Co 9.10 Mas foi a nós que Deus, por meio do Espírito, revelou o seu segredo. O Espírito Santo examina tudo, até mesmo os planos mais profundos e escondidos de Deus. 
Em Cristo, a vontade de Deus é revelada a nós os seus filhos. Conhecendo a vontade de Deus, e sendo conhecidos Dele, temos condições de praticarmos Sua vontade pelo conhecimento da Sua Palavra. Decidimos obedecer a Cristo e fazer a Sua vontade, ou abrimos mão da salvação perdendo o direito de sermos abençoados pela adoção de filhos de Deus.
⏩Ef 2.2 Naquele tempo vocês seguiam o mau caminho deste mundo e faziam a vontade daquele que governa os poderes espirituais do espaço, o espírito que agora controla os que desobedecem a Deus.

c) A HERANÇA.
Ef 1.11,12 Todas as coisas são feitas de acordo com o plano e com a decisão de Deus. De acordo com a sua vontade e com aquilo que ele havia resolvido desde o princípio, Deus nos escolheu para sermos o seu povo, por meio da nossa união com Cristo. Portanto, digo que nós, que fomos os primeiros a pôr a nossa esperança em Cristo, louvemos a glória de Deus.
Agora, Como filhos adotados, passamos a ter direitos na herança de Deus em Cristo Jesus. Como vimos, a adoção tem a ver com a atribuição a um filho de outrem os direitos reservados e o tratamento afetivo de filho próprio. Como filhos de Deus, temos, em Cristo Jesus, direito a herança que nos foi reservada no céu. Herança fala dos bens ou propriedades que passaram a poder daqueles que por direito fazem parte do testamento. Assim, para um melhor entendimento podemos ver, mesmo que de forma figurada na Bíblia, como isto acontece no relacionamento Pai e filho.

A terra de Canaã, dada a Israel. 
1Rs 8.36 escuta-os do céu. Perdoa os pecados do rei e do povo de Israel e ensina-os a fazer o que é direito. Então, ó Deus, faze cair chuva sobre esta tua terra que deste ao teu povo para ser deles para sempre. 

O próprio Javé (Deus). 
Sl 16.5 Tu, ó Senhor Deus, és tudo o que tenho. O meu futuro está nas tuas mãos; tu diriges a minha vida. 

O Reino de Deus com todas as bençãos terrenas e espirituais. Hb 9.15 Portanto, é Cristo quem consegue fazer uma nova aliança, para que os que foram chamados por Deus possam receber as bênçãos eternas que o próprio Deus prometeu. Isso pode ser feito porque houve uma morte que livrou as pessoas dos pecados que praticaram enquanto a primeira aliança estava em vigor.

⏩1Pe 1.4 Assim esperamos possuir as ricas bênçãos que Deus guarda para o seu povo. Ele as guarda no céu, onde elas não perdem o valor e não podem se estragar, nem ser destruídas. 

d) O SELO DE PROPRIEDADE.
Ef 1.13 A mesma coisa aconteceu também com vocês. Quando ouviram a verdadeira mensagem, a boa notícia que trouxe d) para vocês a salvação, vocês creram em Cristo. E Deus pôs em vocês a sua marca de proprietário quando lhes deu o Espírito Santo, que ele havia prometido. 
Temos visto até aqui que todos aqueles que ouvem e respondem com fé a "palavra da verdade", recebem a adoção de filhos. Este processo realizado por Deus na Pessoa do Senhor Jesus Cristo tem como garantia um selo de propriedade, que é o Espírito Santo. Isto nos identifica como filhos de Deus, salvos em Jesus Cristo e marcados pelo Espírito Santo 
⏩2Tm 2:19 Todavia o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os seus, e: Aparte-se da injustiça todo aquele que profere o nome do Senhor.

Na história, desde sua primeira criação como amuletos, os selos serviam como proteção. Um selo não violado provava que o conteúdo não tinha sido mexido, tanto num documento, quanto numa porta de celeiro ou até mesmo em uma taça de vinho. O uso simbólico de um selo é achado tanto em uma literatura secular e pagã, quanto na literatura bíblica.

Uma oração babilônica: "Que meus pecados sejam rasgados como um selo..." 

Um texto bíblico: Is 8:16 Ata o testemunho, sela a lei entre os meus discípulos.

No NT, a palavra "selo", é usada para designar um termo de propriedade pessoal de Deus. Por exemplo: A Bíblia diz que o selo de Deus está em Jesus, Seu Filho. Jo 6:27 Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará; pois neste, Deus, o Pai, imprimiu o seu selo.
O Senhor Jesus carrega em si, o nome Pessoal de Deus, sendo Ele mesmo a expressão Pessoal do próprio Deus.

As Escrituras também dizem que o Espírito Santo é a marca de posse de Deus nos que crêem. v13 no qual também vós, tendo ouvido a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, e tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa, 

III. CRISTO, A PLENITUDE DE TODAS AS COISAS. 
Ef 1:21-23 muito acima de todo principado, e autoridade, e poder, e domínio, e de todo nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; e sujeitou todas as coisas debaixo dos seus pés, e para ser cabeça sobre todas as coisas o deu à igreja, que é o seu corpo, o complemento daquele que cumpre tudo em todas as coisas.
Neste ponto Paulo descreve com todas as letras a Pessoa do Senhor Jesus falando da posição elevada em que Ele se encontra. Antes desta descrição há um pedido todo especial na oração de Paulo. Paulo pede a Deus que Ele capacite os crentes para que eles creçam no que ele chama de "Pleno conhecimento de Cristo" vv17-18 para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê o espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele; sendo iluminados os olhos do vosso coração, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos, 
O que Paulo está pedindo em sua oração é que os crentes conheçam pessoalmente o Senhor Jesus e busquem ter um relacionamento de intimidade com Ele. Somente conhecendo o Senhor Jesus bem de pertinho aprendamos a confiar Nele. Paulo está falando em conhecer Deus e este é o segredo. Somente conhecendo a Cristo, conhecemos nosso direito em receber as bençãos que Ele nos oferece, afinal, sem o conhecimento corremos o perigo de nem mesmo saber que exista Bênçãos. Nem saberemos que Ele conquistou para nós a vitória na cruz do Calvário.

A igreja em Éfeso estava estabelecida em uma cidade que, por suas muitas riquezas, tinha muito a lhes oferecer. Porém a vontade de Deus ela se revela para aqueles que abrem suas mentes para Ele é para Sua Palavra. v 18 sendo iluminados os olhos do vosso coração, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos, 

O pleno conhecimento de Cristo era tudo o que os Efésios precisavam para vencerem os poderes espirituais e idólatras que agiam naquela cidade. Com toda certeza havia uma luta espiritual muito grande e somente com o conhecimento do poder de Deus os crentes encontravam forças para vencer estas investidas. v.19 e qual a suprema grandeza do seu poder para conosco, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder,



A TRADIÇÃO QUE RECEBEMOS.

Mandamo s -vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segu...