quinta-feira, 14 de maio de 2015

AMIGOS

Jó 2.11-13 Três amigos de Jó ouviram sobre todos os males que o haviam atingido e planejaram fazer-lhe uma visita, para dar um pouco de consolo e ânimo. Os nomes desses três amigos eram Elifaz, da cidade de Temã, Bildade, da cidade de Suá, e Zofar, da cidade de Naamate. Quando os três viram Jó de longe, mal puderam reconhecer seu amigo. Cheios de tristeza, rasgaram suas roupas, chorando em voz alta, e jogaram terra sobre a cabeça. Durante os sete dias e noites seguintes, os três se sentaram junto com Jó, sobre a cinza, sem dizer uma única palavra, porque vi­ram que o sofrimento de Jó era grande demais.
Introdução. Amigos segundo as melhores definições podem ser definidos como pessoas ligadas por íntimos laços de amizade. Um amigo pode ser visto como um defensor ou como um aliado. A amizade pode ser entendida como um sentimento capaz de proporcionar o afeiçoamento ou ligações entre pessoas.
I. CARACTERÍSTICAS DO AMIGO.
Pv 27.10. Não despreze o seu amigo nem o amigo de seu pai. Uma boa amizade vale muito nas horas difíceis; se você tem um bom amigo próximo de você, não precisará depender de parentes distantes.
O que melhor nos faz entender a figura de um amigo é sua capacidade em viver momentos de profunda complexão ao lidar com as dificuldades problemas ou dores daqueles que lhe são queridos.  Jó 6.14.O amigo deve mostrar compreensão e ajuda na hora da dificuldade..."
O que Jó está dizendo é que:
1. Um amigo de verdade é aquele que na hora da angústia, é capaz de agir como um irmão. Pv 17.17. O amigo é sempre leal, mas na hora da dificuldade ele se torna mais que um amigo; ele passa a ser um irmão.
2. Por sua proximidade os amigos assumem atitudes que o fazem parecer parte da família. Pv 18.24. Quem tem muitos amigos pode ser levado à ruína. No entanto, há amigos mais achegados que um irmão.
3. Os verdadeiros amigos não são se aproximam com objetivo de obterem para si algum retorno. Pv 19.4. Quem tem muitas riquezas sempre arranja muitos amigos, mas o pobre é abandonado até pelos seus poucos amigos.
Um amigo que interesseiro tem data de validade. Lc 15.14. Quando o dinheiro dele acabou, uma grande fome espalhou-se sobre a terra, e ele começou a passar necessidade.
Eu suma, um verdadeiro amigo pode ser descrito por atitudes facilmente perceptíveis, tais como:
a) Desprendimento.  Ele não tem interesse em coisas palpáveis. Seu interesse está na amizade e no companheirismo. Pv 19.6. O homem generoso está sempre cercado por gente que quer agradá-lo, e todos são amigos de quem dá presentes.
b) Imparcialidade. O amigo é amigo em qualquer situação. Ele não escolhe seus amigos pelo que eles tem, ele escolhe seus amigos pelo que eles representam. Pv 14.20. O pobre é desprezado até pelos seus vizinhos, mas o rico tem muitos amigos.
c) Confiábilidade. O amigo é sempre leal,  ele é capaz de perdoar,  ele é capaz de sofrer junto, ele é capaz de entender mesmos as situações mais complexas que possam envolver uma amizade.
Pv 27.10. Não despreze o seu amigo nem o amigo de seu pai. Uma boa amizade vale muito nas horas difíceis; se você tem um bom amigo próximo de você, não precisará depender de parentes distantes.
II. CINCO CLASSE QUE NÃO MERECECE SER CONSIDERADOS COMO AMIGOS.
2Co 6.14. Não entrem debaixo do mesmo jugo daqueles que não amam o Senhor, pois que tem o povo de Deus em comum com o povo do pecado? Como pode a luz conviver com as trevas?
1. O IRACUNDO/ COLÉRICO.
Pv 15.18. O homem de gênio irritadiço está sempre arranjando brigas, mas o homem paciente acalma a discussão. Identificamos como iracundo o tipo de pessoa que tem tendência natural para a ira. Qualquer coisa, por menor que seja é suficientemente para despertar nele um sentimento de ódio e de ira. Ele é tão propenso a ira que acaba se acostumando com este tipo de vida.
Para pessoas assim existe um conselho bíblico:
Pv 22.24. Não se torne amigo de quem vive de mau humor, nem ande em companhia de pessoas iradas e grosseiras,
Este é o tipo de pessoa que se possível,  deve ser evitada.  Não são boa companhia. São instáveis,  mundam o humor de uma hora para outra. Está bem em um momento e muda completamente logo em seguida. Pv 29.22. O homem irado provoca brigas, e o de gênio violento comete muitos pecados.
2. O DIFAMADOR.
Pv 10.18. O coração cheio de ódio produz lábios mentirosos; quem espalha a calúnia não tem juízo.
Difamamação é uma arma maligna capaz de levar uma pessoa a um total descredito. Uma pessoa difamadora tem prazer em calumiar e mentir com o objetivo escuso de ver outra pessoa destrída.
O Salmista pergunta e em seguida ele mesmo responde:
Sl 15.1, 2, 3 SENHOR, quem poderá viver no seu santuário? Quem morará no seu santo monte? Aquele que é honesto e sincero em tudo quanto faz, que pratica a justiça e que de coração fala a verdade; que não usa suas palavras para destruir outras pessoas, não prejudica de propósito o seu semelhante e não repete boatos e mexericos;
O difamador está vinculado ao tipo de pessoa que a Bíblia chama de "amantes de si mesmo". 2Tm 3.2. Porque as pessoas só amarão a si mesmas e ao dinheiro; serão incapazes de se controlarem, orgulhosas, zombarão de Deus, desobedecendo aos pais, sendo ingratas e completamente más.
3. O REVOLTADO.
Pv 24.21. Meu filho, tema o SENHOR e o rei; nunca faça parte de grupos revoltosos,
Eis aí o que chamamos de "insubordinado". É o revoltado, o perturbador da ordem. Nada está bom para ele,  sua vida se resume em arrumar encrenca. Vive querendo mudar tudo, nunca está satisfeito.  Rm 16.17. E agora tenho mais uma coisa a dizer-lhes antes de terminar esta carta. Conservem-se distantes daqueles que causam divisões e estão perturbando a fé do povo, ensinando sobre Cristo coisas que são contrárias aos ensinos que vocês receberam.
Pessoas assim são chamadas de "facciosos" e se não mudam seu modo de vida, a Bíblia nos ensina que devemos "evitá-las" Tt 3. 10. Se alguém está provocando divisões entre vocês, devem ser-lhe feitas uma primeira e uma segunda advertência. Depois disso, cortem as relações com ele,
4. O DESOBEDIENTE.
2Ts 3.14. Se alguém se recusar a obedecer ao que dizemos nesta carta, vejam quem é e afastem-­se dele, a fim de que ele se sinta envergonhado.
Aqui figura àqueles que conhecemos como "rebeldes" . Parecidos com os revoltados, estes são "recalcitrantes", teimosos,  sempre se acham com razão,  nunca estão errados, e nunca dão o braço a torcer. Em relação a pessoas assi a Bíblia nos dá alguns conselhos que faremos bem se os observarmos:
a) Devemos evitá-los, não nos "misturarmos" a elas. 2Ts 3.14. Se alguém se recusar a obedecer ao que dizemos nesta carta, vejam quem é e afastem-­se dele...
b) Devemos evitar a companhia de pessoas assim. 1Co 5.11. O que eu queria dizer era que vocês não devem fazer companhia a ninguém que se diz irmão em Cristo, porém está envolvido em pecados sexuais, ou é ganancioso, ou adora ídolos, ou é um bêbado, ou um ladrão. Nem ao menos comam com alguém assim.
c) Devemos, sempre que pudermos evitar relacionamentos.
Tt 3.10. Se alguém está provocando divisões entre vocês, devem ser-lhe feitas uma primeira e uma segunda advertência. Depois disso, cortem as relações com ele,
CONCLUSÃO: A amizade é uma bênção divina. Ter muitos amigos é uma graça que deve ser sempre almejada. Por isso, na igreja ou fora dela, precisamos viver de tal forma que nunca nos falte pessoas em quem possamos confiar a nossa sincera amizade.

A TRADIÇÃO QUE RECEBEMOS.

Mandamo s -vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segu...