terça-feira, 9 de agosto de 2016

ONDE ESTÁ EFRAIM?

QUEM SE IMPORTA...
Texto: Lc 19:10 Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido. 

Introdução. Diferente do que a maioria talvez esteja pensando, hoje não vou falar sobre Zaqueu, o publicano. Não vou falar de Zaqueu em razão do impacto que experimentei nestes dias. Para ser mais exato, comecei a experimentar no dia 24/07. Assisti cenas muito fortes apresentadas pelo nosso Ministério de Teatro no culto Dominical. 

Depois do que vi, e pelas coisas que ouvi, tenho que dizer, achei que seria melhor me concentrar nesta manhã de acampamento, em vez de Zaqueu o Publicano, na vida de um jovem que nos foi apresentado simplesmente pelo nome de "Efraim". 

I. QUEM FOI EFRAIM? 
Jó 20:11 Os seus ossos estão cheios do vigor da sua juventude, mas este se deitará com ele no pó. 
A primeira sensação e talvez a primeira coisa que vai passar em nossa cabeça agora é a certeza... "Efraim foi apenas um personagem, e tudo não passou de uma encenação, nada mais do que isso" E é bem possível que alguns de nós esteja mesmo é lá no fundo dizendo: "Espera um pouquinho! Efraim nunca existiu, Zaqueu sim... (Lc 19:2 Havia ali um homem chamado Zaqueu...

Mas vamos pensar juntos um pouquinho... Efraim talvez não tenha mesmo existido... Mais isso até o momento em que vimos a encenação do Ministério de Teatro da Igreja. Depois daquela dia... Confesso, pelo menos para mim, muita coisa mudou! 

Descobri que Efraim pode ser quele moço que conhecemos, que foi criado em alguma família perto de nós, Que foi para escola, teve amigos, namorou, frequentou festas, se divertiu... E bem pode ser que ele tenha participado algumas vezes do culto em nossa igreja... 

Até que um dia, não sabemos direito como nem porque, simplesmente não o vimos mais, nenhuma notícia tivemos respeito dele... Pode até ser que ouvimos algumas coisas, mais não nos importamos muito com as coisas que ouvimos. Soubemos que depois de um tempo ele andou se envolvendo no que chamam por aí de "pararada errada". Dizem que ele começou a usar drogas, saiu de casa, abandonou a escola, foi preso uma dezena de vezes... Roubou... Até que desapareceu... 

Parece que este moço acabou se encantando por coisas erradas, se envolveu com pessoas erradas e acabou fazendo um monte de coisas erradas... Não chegou conhecer Pv 3:31 Não tenhas inveja do homem violento, nem escolhas nenhum de seus caminhos. 

Efraim, foi um jovem cheio de saúde, cheio de vida,mas ele escolheu percorrer por caminhos que o conduziram a um mundo de completa escuridão e desprezo. Caminhos como descrito por Jó 24:13,14,16,17 Há os que se revoltam contra a luz; não conhecem os caminhos dela, e não permanecem nas suas veredas. O homicida se levanta de madrugada, mata o pobre e o necessitado, e de noite torna-se ladrão... Nas trevas minam as casas; de dia se conservam encerrados; não conhecem a luz. Pois para eles a profunda escuridão é a sua manhã; porque são amigos das trevas espessas. 

É se eu teimar em te dizer que Efraim é real? E se disser ainda mais, disser que Efraim além de ser real, não é apenas um jovem. Efraim representa um número incontável de jovens, como vocês, que estão hoje aqui neste acampamento, mas que infelizmente se deixou atrair para uma vida de mentiras e engano. Pv 2:13-15 ...deixam as veredas da retidão, para andarem pelos caminhos das trevas; que se alegram de fazer o mal, e se deleitam nas perversidades dos maus; dos que são tortuosos nas suas veredas; e iníquos nas suas carreiras; 

Jovens que em algum tempo podem até mesmo terem vivido alguma experiência entre nós na igreja. Talvez tenham cantado as mesmas músicas que cantamos e talvez até tenham participado de algum acampamento como este... Mas agora, onde estão? Com quem estão? Talvez não saibamos a resposta a estas perguntas. 

II. ONDE ESTÁ EFRAIM? 
Pv 5:5 Os seus pés descem à morte; os seus passos seguem no caminho do Seol. 
Sem sombra alguma de dúvidas somos vítimas também nesta procura pois vivemos um dos problemas considerado o mais grave em nosso país atualmente, chamado violência. O pior é que pesquisas vão revelar que para uma parcela considerada jovens da nossa população, esse problema toma proporções muito maiores, chegando mesmo a nível de tragédia. 

Segundo dados do estudo "Mapa da Violência 2015" a morte por causas naturais entre adolescentes e jovens no Brasil diminuíram significadamente desde a década de 1980. (Isto porém não é comemorável). A pesquisa afirma que nossos jovens deixaram de morrer por doenças ou coisas do gênero para morrerem assassinados... Pv 16:25 Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz à morte. 

Temos o seguinte relato de, Júlio Jacobo Waiselfisz autor do estudo CPI do assassinato de jovens: 
➡ 2013- 46% do total das mortes entre os adolescentes (16/17 anos), foi por homicídio. 
➡ O número de assassinatos passou de 1.825 em 1980, para 10.520, em 2013. 
Jacobs apresentou dados mostrando que para cada 1 (um) jovem que morre vítima de assassinato na Austrália, morrem não menos que 250 no Brasil. 

Segundo o Mapa da Taxa de Homicídios de Adolescentes no Brasil o estado do Alagoas lidera o Ranking com números considerados alarmantes 147%. Seguido pelo Espírito Santo com 140.6%. O Rio de Janeiro aparece com 62,5%. EM resumo, este tipo de morte violenta teve um aumente de 496% em relação a 1980 quando o homicídio representava apenas 9,7% do total de mortes. 

O Brasil ocupa o 3°lugar em relação a 85 países no ranking de morte entre jovens e adolescentes perdendo apenas para o México e El Salvador com 54,9% de mortes a cada 100 mil jovens. O principal instrumento utilizado nas agressões são as armas de fogo que representam não menos que 81,9% dos Homicídios, seguidos por instrumentos cortantes como faças e estilete, com 10%. 

Se não fosse poucos tais dados, ainda temos a informação de que o número de suicídios aumentaram 45,5% nesta faixa etária..... (Dados: g1.globo.com) 

Diante de tais informações continuamos perguntando: Onde está Efraim? 

III. ENCONTRANDO EFRAIM 
Pv 7:24-27 Agora, pois, filhos, ouvi-me, e estai atentos às palavras da minha boca. Não se desvie para os seus caminhos o teu coração, e não andes perdido nas suas veredas. Porque ela a muitos tem feito cair feridos; e são muitíssimos os que por ela foram mortos.Caminho de Seol é a sua casa, o qual desce às câmaras da morte. 

Noite de sexta-feira, dia 24 Junho, Pouco mais de um mês... Aliás, uma sexta-feira como tantas outras. Uma sexta-feira de festas, baladas, alegrias. Um clima de descontração não diferente. E é neste clima que vamos encontrar cinco jovens... Cinco jovens se divertindo como tantos outros neste fim de noite... É sexta-feira e nada aparente que poderia causar qualquer tipo de aborrecimento para amigos que estão simplesmente dispostos a se divertirem... É só mais uma sexta-feira como tantas outras. Cinco jovens que para toda esta alegria tem uma razão louvável, afinal, naquela sexta-feira um deles havia recebido o primeiro pagamento fruto de um mês inteiro no seu novo trabalho em um supermercado... 

O relógio agora já marca 01 hora da manhã... O sábado já começou a mostrar a sua cara... E os cinco jovens a esta altura ocupam um automóvel, a marca ou modelo, pouco nos importa agora... Eles são amigos, estão acostumados a andarem juntos todos os cinco são vizinhos, moradores da favela da Lagartixa, no Conjunto de Favelas da Pedreira, no Subúrbio do Rio de Janeiro. São eles: 
➡ Roberto... 16 anos. 
➡ Wilton... 20 anos. 
➡ Carlos Eduardo... 16 anos. 
➡ Weslley... 25 anos. 
➡ Cleiton... 18 anos. 

Tudo estava num clima de tranquilidade, até que... Derrepente, na madrugada de sábado, 25 de Julho, são ouvidos barulhos... Parece algo tipo barulho de estampidos... Isto mesmo, são tiros.Um, dois, três, dez... Cinquenta, 100... Uma verdadeira enxurrada de tiros, e não menos que 63 deles deixam o veículo daqueles cinco amigos completamente perfurados.... É bem verdade que de certa forma os moradores daquela comunidade até estavam acostumados a ouvirem disparos... Mas aqueles soaram de forma sombria... Parecia algo como uma guerra... 

Ninguém sabia ao certo o que estava acontecendo. Meu Deus, o que é isso? O que está acontecendo? Muitas famílias acuadas em suas humildes casas nas proximidades da Estrada João Paulo em Costa Barros perguntavam... Mas coração de mãe nunca se engana e logo após os disparo começam a bater de forma mais acelerada... No peito uma dor parecia anunciar alguma desgraça que, como sempre, não procurava endereço, não pedia licença para entrar, simplesmente chegava. Podia ser em qualquer uma daquelas casas humildes da comunidade... 

As notícias começam a correr de boca em boca... Correm muito rápido, como diz um ditado antigo, parecem estarem montadas a cavalos.... E finalmente, sem muita demora, ainda naquela fria madrugada de sábado chega a dura noticia aos ouvido de algumas mães... Quatro mães para ser bem exato. (Isto porque entre aqueles que foram alvejados, dois deles eram irmãos). Quatro mães que num gemido profundo de dor, uma dor inexplicável que somente quem é mãe sabe explicar.... Uma dor profunda, não sabemos ao certo se no peito ou na alma, mas uma dor que talvez nunca deixará de doer.... Não há remédio para curar tamanha dor, não existe droga capaz de contê-la... 63 tiros de fuzil... e cinco jovens teêm suas vidas interrompidas abruptamente sem nenhuma explicação cabível... 

Cinco sonhos destruídos, segundo disse dona Mônica, mãe de um daqueles jovens... Wilton, ia se formar no início de Dezembro em contabilidade. Tinha acabado de comprar sua moto, era um garoto sério... Segundo sua tia, ele Não tinha nenhum envolvimento com o tráfico. Mas naquela madrugada de sábado, Quatro policiais, supostamente estariam procurando os responsáveis por um roubo de carga em Costa Barros, e atiraram mais de cem vezes contra o carro dos jovens cujo único crime era o de estarem saindo para jantar comemorando o primeiro salário de Roberto. Talvez o crime de Roberto naquela noite teria sido comprar um celular... Um celular que nunca chegaria a usar. 

Jovens cujo crime teria sido o de irem ao Shopping, passearem no Parque de Madureira e agora, simplesmente estarem saindo para se divertir. Mal sabiam aqueles jovens que naquela madrugada de sábado, seriam silenciados para sempre.... Não mais seriam visto juntos aqueles cinco amigos, vizinhos moradores de Costa Barros... Infelizmente Não foram cinco vidas que foram destruídas aquela noite.... Segundo informação da imprensa, a tragédia acabou também com a vida dos familiares diretamente afetados. Dona Adriana, por exemplo, a mãe de Carlos Eduardo, de apenas 16 anos, chegou tentar o suicídio em mais de uma ocasião. Dona Mônica, mãe de Cleiton, vive um constante luto, vive entre a depressão e o desespero. Mora em uma casa num estado miserável, na mesma comunidade, seu marido de 62 anos continua desempregado. Perderam todo o sentido de continuar vivendo. Jorge, o pai de Roberto, diz que a ferida não cicatriza, e que embora ele se obrigue a não pensar, o sorriso de seu filho o persegue... 

Hoje um pouco mais de um mês se passou desde aquela madrugada de sábado... E sabem de una coisa? Absolutamente nada mudou... Não sabemos Por quanto tempo ainda teremos de conviver com notícias como está e achar que isto é normal, achar que o mundo é assim mesmo. Vamos ter de conviver com o sentimento de que qualquer um de nós somos uma vítima em potencial. 

Por quanto tempo teremos de chorar os nossos jovens? Por quanto tempo teremos de viver num estado cujas instituições que deveriam nos dar segurança, atiram antes de dar sequer uma oportunidade para a vida. 

Não sei na verdade como terminar uma preleção cujo preletor tenha sido de tal maneira impactado pela encenação de domingo dia 24 de julho, pelas palestras que participei durante este encontro.... UMA palavra que ouvi com muita frequência nas palestra ministradas no sábado foi "ESCOLHA". Talvez estejamos mesmo um pouco lentos quando a situação nos convida a agirmos rápido. 

Não sabemos quantos jovens ainda terão de viver está violência para que finalmente sejamos "sacudidos" e entendamos nossa responsabilidade neste processo... Só posso dizer "Obrigado Deus"! Obrigado por vocês que passaram estas horas aqui no acampamento. Obrigado Deus por tudo que ouvimos, tudo o que foi ministrado.... Estamos a poucos minutos de estar encerrando este encontro.... Amanhã tudo o que  vocês viveram aqui será apenas boas lembranças. Vocês mais do que nunca precisarão estar dispostos a viver uma escolha.... Uma escolha que dependerá só de vocês... A escolha de não se tornarem mais um Efraim, a escolha de não se deixarem ser envolvidos pelas ofertas que por certo receberão deste mundo. Convites, fiquem certos, aos montes, centenas deles e que a primeira vista poderão até parecerem ser uma boa escolha. Ofertas não faltarão com objetivo de tentar fazer vocês desistirem da fé que vocês escolheram e de tudo o que ouviram e viveram aqui neste acampamento. Vocês não precisam ser os próximos Efrains... Mesmo vivendo neste mundo de completa escuridão e desprezo não precisam ser enganados por ele... Jesus está muito disposto a ajudar vocês nesta batalha....

Mensagem Ministrada em 07/08/2016 - Acampamento Jovens e Juniores
Igreja Batista Nacional Vale das Bençãos em Bacaxá/ Saquarema.




A TRADIÇÃO QUE RECEBEMOS.

Mandamo s -vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segu...