domingo, 3 de novembro de 2013

RESTAURADOS PARA UM NOVO TEMPO

Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra. 2Cr 7:14

 
INTRODUÇÃO. O tema "Restaurados para um novo tempo" é um convite a reflexão. Primeiro pelo fato de partir de um departamento que, mesmo desenvolvendo um trabalho vital, de grande importância para a igreja, não possui quase ou nenhum status em si mesmo. Não são muitas as pessoas na igreja que se sentem "atraídas" pelo departamento de intercessão. Aliás, são bem poucos os que se dedicam a este trabalho. Principalmente porque sabem que interceder, é um trabalho que não "promove" ninguém. (Pelo menos no ponto de vista terreno) Os pregadores, cantores, coreógrafos, danças e teatro, são vistos, admirados e as vezes até ovacionados. Na verdade os aplaudimos, ou somos aplaudidos com desculpa de que é para Jesus. Porém e os intercessores? Quem são os intercessores? Eles nunca aparecem, ficam sempre na retaguarda, ficam escondidos trabalham para o sucesso dos outros... (E o que seria nós pregadores, cantores etc., não fosse o trabalho anônimo dos intercessores)

 A segunda razão para a reflexão mais aprofundada do tema, encontra-se no fato de estarmos vivendo um tempo de mudanças.  Infelizmente, algumas mudanças não trouxeram quase que nenhum benefício para a igreja. A igreja, na sua essência, ao contrário do que imaginamos, pouco avançou com estas mudanças, e o pior, é que por causa de tais mudanças, a igreja perdeu em grande parte da sociedade sua credibilidade. Por causa desses falsos mestres muitas pessoas vão falar mal do Caminho da verdade. Ao que parece, o trabalho de intercessão, neste tempo, foi deixado em segundo plano, parecendo ter perdido um pouco da sua importância, chegando mesmo a ser visto como desnecessário e ultrapassado em algumas igrejas, como nos dias do profeta Jeremias. Porque dois males cometeu o meu povo: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas. Jr 2:13 Este tema parece querer identificar um momento na nossa história em que erramos e sinalizar o ponto de partida onde devemos despertarmos para a realidade de que podemos ainda reescrever a nossa história. O tema parece querer nos fazer entender que não precisamos e nem devemos nos unir com pessoas que a pretexto de um "novo evangelho" estão maculando a imagem da igreja do Senhor Jesus. Assim, como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega evangelho que vá além daquele que recebestes, seja anátema. Gl1:9
 Em última análise vamos tentar entender as implicações e as razões para nós, povo de Deus, sermos "RESTAURADOS PARA UM NOVO TEMPO?" Porque existem muitos insubordinados, palradores frívolos e enganadores, especialmente os da circuncisão. É preciso fazê-los calar, porque andam pervertendo casas inteiras, ensinando o que não devem, por torpe ganância. Tt 1.10,11
 O NOVO TEMPO
Ele, porém, lhes respondeu: Chegada à tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos? Mt 16:2,3
Seja como for, a ideia primordial do tema proposto,  é, em primeiro lugar nos lembrar que todos nós vivemos sujeitos a uma secessão de tempos que se passam, e que nessas passagens dos tempos, quase sempre somos influenciados por mudanças que são trazidas com esta sucessão de tempo. Nós mesmos experimentamos muitas mudanças: Mudamos de igreja, de trabalho, de endereço, mudamos a cor dos cabelos e alguns mudam até de casamento. (Sem falar em alguns que estão mudando até de sexo). Na verdade não podemos negar que vivemos novos tempos, e basta uma simples olhada para os vislumbres destes novos tempos para perceber que vivemos o tempo predito pelo Apostolo Paulo, e descrito por ele como "tempos difíceis". Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, 2Tm 3:1 Os tempos se tornaram difíceis porque nos permitimos ser contagiandos pela influência negativa e inescrupulosa de maus líderes que, por saber "falar muito bem" invalidaram, quebram alguns princípios fundamentais da fé cristã. Talvez na melhor descrição bíblica. Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor... Aí insurgem as palavras de Paulo a Tito:  Tt 1.11 É preciso fazer com que eles parem de falar, pois estão atrapalhando famílias inteiras por ensinarem o que não devem, com a intenção vergonhosa de ganhar dinheiro. Podemos, no entanto, experimentar um processo de restauração e reparo daquilo que foi perdido ou danificado, por este mau tempo, ou, se preferirmos, podemos simplesmente cruzarmos nossos braços e dizermos: "eu não tenho nada a ver com isso". ...Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras...

 Restaurar significa:
* Por novamente em vigor/ reimplantar
* Repor em bom estado, reparar, consertar
e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas. Ap 2.4,5

 

QUEM SÃO OS DESTRUÌDORES DESTE NOVO TEMPO?
Segundo escreveu Paulo, o que caracteriza a chegada destes "tempos difíceis", seria o aparecimento de "homens" cujas atitudes, negariam completamente a fé que eles deveriam testemunhar: pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes.desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes. 2Tm 3.1

Infelizmente, Paulo não está descrevendo as pessoas anônimas no meio do povo de Deus. Paulo descreve o surgimento de homens, que por força da sua influência ou persuasão têm em suas mãos, a submissão e o controle do povo de Deus. Jr 5:30-31 Uma coisa horrível, espantosa está acontecendo na terra: os profetas não falam a verdade, e, apoiados por eles, os sacerdotes dominam o povo. E o meu povo gosta disso. Porém o que é que eles vão fazer quando essa situação chegar ao fim?

 Homens que fingem uma aparência exterior de amor e dedicação obra de Deus, enganam o povo com palavras persuasivas quase que a nível teatral. 2Pe 2:1-3 No passado apareceram falsos profetas no meio do povo, e assim também vão aparecer falsos mestres entre vocês. Eles ensinarão doutrinas destruidoras e falsas e rejeitarão o Mestre que os salvou. E isso fará com que caia sobre eles uma rápida destruição. Mesmo assim, muita gente vai imitar a vida imoral deles, e por causa desses falsos mestres muitas pessoas vão falar mal do Caminho da verdade. Em sua ambição pelo dinheiro, esses falsos mestres vão explorar vocês, contando histórias inventadas. Mas faz muito tempo que o Juiz está alerta, e o Destruidor deles está bem acordado.

 

QUAIS AS CARACTERISTICAS QUE MARCAM ESTE TEMPO?
Vida imoral, doutrinas destruidoras, ambição pelo dinheiro, é assim que Paulo e Pedro descrevem o aparecimento destes homens deste tempo, como uma doença contagiosa e que precisa ser extirpada. É preciso fazê-los calar, porque andam pervertendo casas inteiras, ensinando o que não devem, por torpe ganância. Tt 1:11

 As características podem ser vistas... aliás, são vistas todos os dias... Não são alguma coisa encoberta, não, eles estão por todos os lados na mídia e nas igrejas. Internet, televisão e redes de rádios. O poder financeiro se tornou tão grande que eles se tornaram donos de emissoras de televisão e rádios. Compram os melhores horários, os mais caros, com a certeza de que também são os mais lucrativos Graças a Deus, alguns destes inescrupulosos e picaretas vem aos poucos sendo desmascarados publicamente, e presos.

 

O QUE DIZ A BÍBLIA SOBRE ESTE TEMPO

a) ...pois os homens serão egoístas, porque esses tais não servem a Cristo, nosso Senhor, e sim a seu próprio ventre; e, com suaves palavras e lisonjas, enganam o coração dos incautos. Rm 16:18

b) ...avarentos, jactanciosos, arrogantes, 
também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme.2Pe2:3

c) ...blasfemadores, desobedientes aos pais. No tocante a Deus, professam conhecê-lo; entretanto, o negam por suas obras; é por isso que são abomináveis, desobedientes e reprovados para toda boa obra. Tt 1:16

d) Ingratidão, irreverencia, desafeição, calunias, falta de domínio próprio, crueldades, inimizades, traições.

 Características que se resumem na frase final escrita por Paulo. "...tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder"
Quanto a nós, neste tempo ainda vale as palavras de alerta: ...Foge também destes. 2Tm 3.1

 
A RESTAURAÇÃO
Porque, ainda dentro de tempo, aquele que vem virá e não tardará; Hb10:37
Se os tempos são difíceis, não podemos desanimar. Se por um lado somos afrontados cruelmente, por outro lado, temos a oportunidade de vislumbrar o prenuncio da aproximação de um novo dia. E como bem disse Salomão, Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu: Ec 3:1

Quem sabe se para estes dias não somos nós convocados como parte de um exército de pessoas que foram escolhidas por Deus para mudar este quadro, e como já disse, reescrever a história. Deus talvez esteja querendo contar com você e comigo o seu povo, isto é fato: "se o meu povo que se chama pelo meu nome..." Se não nos conformamos com este sistema monetário que vem transformando a igreja numa espécie de máquina caça níquel e fazendo dela apenas mais uma instituição comercial que geram grandes lucros aos seus donos, então somos nós os escolhidos.  Jd 1:11 Ai deles! Seguem o mesmo caminho de Caim. Por causa de dinheiro, eles se entregam ao mesmo erro de Balaão. E, como Corá se revoltou e foi destruído, eles também se revoltam e serão destruídos. A restauração vai começar em nós. Este sistema manipulador precisa ser rejeitado e extirpado do nosso meio. Jd 1:16 Esses homens estão sempre resmungando e acusando os outros. Eles seguem os seus próprios maus desejos, vivem se gabando e bajulam os outros porque são interesseiros. Como vamos mudar isto? Pois é neste ponto que o tema nos conduzirá a uma revisão completa de nossos conceitos e valores cristãos. Usaremos as armas de Deus e lutaremos, não contra homens. Ef 6:12 Pois nós não estamos lutando contra seres humanos, mas contra as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão.

 
AS ARMAS.
Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas 2Co 10:4

Não estamos sozinhos. Deus nos supriu de armas espirituais. São atitudes que foram abandonadas pela influência destes novos tempos. Uma vez restabelecidas estas atitudes, perceberemos em nós o nascer de um novo tempo. Se o meu povo, que se chama pelo meu nome...

1. HUMILHAÇÃO. ...se humilhar...
Portanto, aquele que se humilhar como esta criança, esse é o maior no reino dos céus. 
Mt 18:4 Se humilhar não é parecer ou viver como um miserável, maltrapilho. Se humilhar é viver de tal forma dependente do Senhor Jesus que tudo o que fizermos, por mais importante que possa parecer sempre será considerado fruto não de nossa própria força ou talento, mais todo mérito sempre será daquele a quem é devida toda honra, glória e adoração. Nada façais por partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo. Fp 2:3

 Se aprendermos esta primeira lição: pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste. Cl 1:16,17. Não teremos nenhuma dificuldade em passar para a segunda.

 

2. ORAÇÃO. ...e orar...
Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. Fp 4:6 
A oração sempre foi a melhor arma nas lutas contra as forças diabólicas da maldade. Os grandes homens de Deus, que escreveram a história da igreja vitoriosa, foram exatamente aqueles homens que não abriam mão de viverem suas vidas em constante oração ao Senhor Deus. Uma escolha que muitas vezes lhe custavam as próprias vidas. O testemunho do escritor aos Hebreus é um resumo da história. Hb 11:32-40 O que mais posso dizer? O tempo é pouco para falar de Gideão, de Baraque, de Sansão, de Jefté, de Davi, de Samuel e dos profetas. Pela fé eles lutaram contra nações inteiras e venceram. Fizeram o que era correto e receberam o que Deus lhes havia prometido. Fecharam a boca de leões, apagaram incêndios terríveis e escaparam de serem mortos à espada. Eram fracos, mas se tornaram fortes. Foram poderosos na guerra e venceram exércitos estrangeiros. Pela fé mulheres receberam de volta os seus mortos, que ressuscitaram. Outros foram torturados até a morte; eles recusaram ser postos em liberdade a fim de ressuscitar para uma vida melhor. Alguns foram insultados e surrados; e outros, acorrentados e jogados na cadeia. Outros foram mortos a pedradas; outros, serrados pelo meio; e outros, mortos à espada. Andaram de um lado para outro vestidos de peles de ovelhas e de cabras; eram pobres, perseguidos e maltratados. como refugiados pelos desertos e montes, vivendo em cavernas e em buracos na terra. O mundo não era digno deles!  Porque creram, todas essas pessoas foram aprovadas por Deus, mas não receberam o que ele havia prometido. Pois Deus tinha preparado um plano ainda melhor para nós, a fim de que, somente conosco, elas fossem aperfeiçoadas.

 Não é preciso dizer que o departamento de intercessão conhece muito bem o valor da oração. regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, na oração, perseverantes; Rm 12:12

 3. BUSCA. ...e me buscar...
Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Cl 3:1 
busca não é pelo desconhecido. Temos a mania de ficarmos fascinados por coisa que estão ocultas, pelo sobrenatural e por aquilo que não conhecemos. O resultado é quase sempre decepção. Para a igreja, buscar a Deus, é diferente. Nós o conhecemos e o reverenciamos como Senhor da nossa vida. At 17:27 Ele fez isso para que todos pudessem procurá-lo e talvez encontrá-lo, embora ele não esteja longe de cada um de nós. A nossa busca por Deus não é a busca de alguém em desespero procurando uma porta qualquer em que possa entrar e encontrar alento. Não, nós já o encontramos. pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos... At 17:28. Nossa busca é por um viver digno ao lado de Deus. É uma busca diária de uma vida, com oração e com Palavra. É uma busca de fé, de reconhecimento e de louvor. Buscar no sentido de tê-lo sempre por perto.  De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam. Hb 11:6

 
4. CONVERSÃO. ...e se converter dos seus maus caminhos...
Mas o juízo se converterá em justiça, e segui-la-ão todos os de coração reto. Sl 94:15

Converter significa voltar-se ou retornar para Deus. No AT é dito pelo menos 15 vezes que Deus faz os homens se voltarem para si. No NT, encontramos apenas uma vez a indicação de voltar a Cristo um crente que caíra em pecado, referindo-se a Pedro. Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; tu, pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos. Lc 22:32. Em outros lugares do NT, os desviados são exortados não a se converterem, mas a se arrependerem. Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas. Ap 2:5. As palavras que indicam conversão indicam tão somente uma volta decisiva a Deus.

 É aqui que o tema se encontra de novo com o texto escolhido, pois a restauração para este novo tempo será o resultado direto de uma atitude de conversão. Não haverá a menor possibilidade de restauração sem que primeiro haja conversão, uma volta decisiva: Como a do filho pródigo para o pai.  Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus trabalhadores. Lc 15:18,19 

1. Nos tornamos humildes a ponto de entender que nada somos. O Rei deste reino sempre será o Senhor Jesus. 
Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, 1Pe 5:6

2. Oramos uns pelos outros e vivemos como irmãos, independente de organização ou rótulo denominacional. Confessai, pois, vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo. Tg 5:16

3. Buscamos incessantemente pela presença de nosso Deus pela oração, pela Palavra e pela adoração. buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mt 6:33

4. Nos convertemos para o nosso Deus. Voltamos inteiramente para Ele. Sem reservas, sem divisões. o qual a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniquidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras. Tito 2:14

Uma vez cumprida cada uma destas etapas...
...então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra. 2Cr 7:14

Oração atendida, pecados perdoados e terra sarada, resultado da entrega de um povo de Deus que não conformados com o rumo deste tempo presente, escolheu restaurar suas próprias vidas para viver, em Deus, um novo tempo.


Mensagem pregada na Igreja Batista Colonial Bairro da Luz
(Belford Roxo)  1º Encontro de Intercessores



 

PREPARANDO-SE PARA O SERMÃO

SALA DE ESTUDO Antes de começarmos a desvendar todos os mistérios concernente o preparo do sermão propriamente dito, será de ...