domingo, 29 de maio de 2011

Seformi


O PERFIL DA IGREJA HOJE
E O PAPEL DA LIDERANÇA
Texto Básico: Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Mt 16.18

INTRODUÇÃO: Como definir ou entender o termo "IGREJA"? A concepção reformada (calvinista) é que Cristo, pela operação do Espírito Santo, reúne homens Consigo, dota-os da verdadeira fé e, assim, constitui a igreja como Seu corpo, a communio fidelium ou sanctorum (comunhão dos fiéis ou dos santos). Todavia, na Igreja Católica Romana o estudo da igreja tem precedência sobre tudo mais, antecedendo até ao estudo da doutrina de Deus e da revelação divina. O que se diz é que a igreja foi o instrumento da produção da Bíblia e, portanto, tem precedência sobre ela; além disso, ela é despenseira de todas as graças sobrenaturais. Não é Cristo que nos leva à Igreja, mas, segundo o catolicismo romano, a igreja que nos leva a Cristo. Toda a ênfase recai, não sobre a igreja invisível como communio fidelium, mas sobre a igreja visível como mater fidelium (mãe dos fiéis). A Reforma rompeu com este conceito católico romano da igreja e centralizou a atenção na igreja como organismo espiritual, como outrora fora feito. Ela deu ênfase ao fato de que não existe igreja fora da obra de Cristo e das operações renovadoras do Espírito Santo; e ao fato de que, portanto, o estudo destas precede logicamente à consideração da doutrina da igreja. (Louis Berkhoff – Teologia Sistemática). O dicionário Bíblico Almeida, assim define o termo Igreja:
  • Grupo de seguidores de Cristo que se reúnem em determinado lugar para adorar a Deus, receber ensinamentos, evangelizar e ajudar uns aos outros"
  • Mt 28:19 Portanto, vão a todos os povos do mundo e façam com que sejam meus seguidores, batizando esses seguidores em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (NTLH)
  • At 6:7 A palavra de Deus continuava a se espalhar. Em Jerusalém o número dos seguidores de Jesus crescia cada vez mais, e era grande o número de sacerdotes judeus que aceitavam a fé cristã.(NTLH)
Ainda o mesmo dicionário também define igreja como sendo:
  • A totalidade das pessoas salvas em todos os tempos"
  • 1Co 1:2 Á igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso.
Se admitirmos como certa a definição de Almeida, devemos então concordar que para cumprir verdadeiramente o papel para qual foi designada, a Igreja deverá compor-se dos elementos que faça dela detentora de todas as particularidades da sua definição. Deveremos ainda observar dentro do contexto da Bíblia se a detenção destas particularidades são características daquilo que Deus projetou para ela através dos tempos e da história. Só assim poderemos então fazer um balanço da igreja histórica com a igreja contemporânea, e vermos se ambas se enquadram dentro daquilo que foi definido por "Igreja", na Bíblia e fora dela.

I. UM LUGAR PARA A DORAÇÃO.
2Sm 12.20. Entäo Davi se levantou da terra, e se lavou, e se ungiu, e mudou de roupas, e entrou na casa do SENHOR, e adorou…
Como primeira parte na definição Almeida nos diz que o termo "Igreja" se refere a um "grupo de seguidores de Cristo", colocando o Senhor Jesus como a Pessoa fundamental e mais importante da Igreja, exatamente como diz a Bíblia:
  • Cl 1.18 E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogénito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.
  • Ef 1.22,23. E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.
Não existe igreja sem Jesus, assim como não existe cristianismo sem Cristo.
A greja está sujeita a Ele.
  • De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo..." Ef 5.24,
portanto deve ser Santa para Ele
  • "Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível." Ef 5 : 27
A igreja se constitui de pessoas que se encontraram com Cristo, e tornaram-se seus seguidores passando a gozar de privilégios de filhos e deveres de servos. Na continuação de sua definição diz Almeida:
  • "que se reúnem em determinado lugar para adorar a Deus…"
Então, Igreja deverá ser um "lugar ideal" onde as pessoas pertencentes a Cristo se encontrem e o adorem, isto é cultuem a Pessoa do Senhor Jesus. Um lugar onde voluntariamente possam se reunir, e prestar a Ele um culto verdadeiro, isto é, essencialmente em adoração e exaltação ao seu Nome.
  • At 2.47. Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.
Um lugar onde haja pessoas salvas, experientes e prontas na condução da adoração a Deus, pessoas com espírito adorador contagiante a ponto de influenciar outros adoradores, que por participação conjunta tornem-se em pessoas melhores e a vivam em comunhão uns com os outros.
  • At 9.31 - Assim, pois, as igrejas em toda a Judeia, e Galileia e Samaria tinham paz, e eram edificadas; e se multiplicavam, andando no temor do  Senhor e consolação do Espírito Santo.
A forma em que se dará a adoração, dependerá da maneira do adorador ou da liturgia da Igreja. Algumas vezes a liturgia (O culto público e oficial instituído pela igreja; ritual.) falará mais alto, como no caso de algumas igrejas tradicionais ou históricas, outras vezes será o ministrante quem influenciará a massa. (como no caso dos Ministérios de Louvor). Assim, a adoração terá quase sempre o perfil da Igreja ou até mesmo, daquele que estará conduzindo o povo, seja ele ministro de louvor ou simplesmente dirigente do culto. Para muitos o que mais importará será "a quem" a adoração estará sendo direcionada, e não o "por quem". Todavia, se faz necessário que haja pessoas capacitadas para tal.
  • Cl 3.16,17. A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos .e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.
Toda adoração da igreja, porem, deverá ser direcionada unicamente aquele que é senhor da Igreja, não cabendo no culto nenhuma outra forma de adoração que não seja direcionada exclusivamente ao Senhor Jesus.
  • Jo 5:23 a fim de que todos honrem o Filho do modo por que honram o Pai. Quem não honra o Filho não honra o Pai que o enviou.
  • Ef 5.19. Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração;
O ministro, cantor ou condutor da adoração será sempre mero instrumento na mão de Deus, nunca o objeto da adoração. Mas, terá que ser sempre alguém comprometido com Deus, que teve um encontro real com Ele, e por isso, e só por isso, é considerado "Igreja".
  • Mas, se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade. (1Tm 3.15)
Para nos ajudar a compreendermos melhor a adoração na igreja, vejamos um resumo da adoração na Bíblia:
ADORAÇÃO: Culto, honra, reverência e homenagem prestados a poderes superiores, sejam seres humanos, anjos ou Deus Sl 96.9. (No nosso caso, será sempre prestados a Deus nas pessoas do Pai do Filho ou do Espírito Santo). Há na Bíblia há quatro etapas de desenvolvimento da adoração a Deus.
  1. Os patriarcas adoravam construindo altares e oferecendo sacrifícios (Gn 12.7-8; 13.4).
  2. Em seguida veio a adoração no TABERNÁCULO e no Templo, com um sistema completo de SACRIFÍCIOS.
  3. A adoração nas SINAGOGAS começou durante o CATIVEIRO.
  4. Da adoração cristã fazem parte pregação (At 20.7), leitura das Escrituras (1Tm 4.13), oração (1Tm 2.8), louvor (Ef 5.19) e ofertas (1Co 16.1-2), além de batismos (At 2.37-41) e da ceia do Senhor (1Co 11.23-29).
(Dicionário Bíblico Almeida)
II. UM LUGAR PARA SE RECEBER ENSINAMENTO.
E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e ensinaram muita gente... At 11.26
  • At 8.31. E ele disse: Como poderei entender, se alguém não me ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse.
Dando prosseguimento ao que "Almeida" diz, a Igreja é um lugar onde os seguidores de Cristo:
  • "se reúnem…para…receber ensinamentos"
Ensinar significa transmitir conhecimentos. A igreja que adora também precisa ser a igreja que viva e ensine a Palavra de Deus. A adoração está ligada diretamente ao conhecimento ao Senhor.
  • Lc 1:77 Para dar ao seu povo conhecimento da salvação, no redimi-lo dos seus pecados,
  • Cl 1:10 A fim de viverdes de modo digno do Senhor, para o seu inteiro agrado, frutificando em toda boa obra e crescendo no pleno conhecimento de Deus;
Não se pode adorar a quem não se conhece.
  • Ef 3:19 Sim, embora seja impossível conhecê-lo perfeitamente, peço que vocês venham a conhecê-lo, para que assim Deus encha completamente o ser de vocês com a sua natureza.(NTLH)
  • Jo 5.39. Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;
Portanto a igreja, assim como no caso da ministração da adoração, também deverá ter nela pessoas capacitadas para o ensino da Palavra, e caberá a estes a missão da aplicação e da manutenção da fé através do ensino bíblico metódico e continuado, ensinos esses que deverão ser livres de qualquer adulteração.
  • 1Tm 3.2. Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível,… apto para ensinar;
Sem ensino, a igreja corre o perigo de perder toda a sua essência, pois poderá ser facilmente levada ao engano por pessoas que por despreparo ou por "esperteza" torcem o contexto da mensagem revelada na Bíblia.
  • Ef 4.14. Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.
A Igreja precisa ter pessoas honestas e verdadeiras, que não tenham medo de falar a verdade.
  • 1Sm 12.23. E quanto a mim, longe de mim que eu peque contra o SENHOR, deixando de orar por vós; antes vos ensinarei o caminho bom e direito.
Que tenham prazer no ensino e busquem cada dia a excelência na arte de ensinar.
  • Rm 12.7. Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino;
Que aprendam primeiro, depois então ensine. Aqui vale a máxima: Ninguém gosta de ouvir alguém que pregue com dúvidas as suas convicções, ou com convicção as suas dúvidas. Sempre gostamos de ouvir alguém que ensine com conhecimento daquilo que está ensinando.
  • 2Tm 2.2. E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idóneos para também ensinarem os outros.
Cultos de estudos bíblicos, seminários e Escolas Bíblicas Dominicais são algumas ferramentas que a Igreja possui para a manutenção do ensino e não devem ser desprezadas.
  • 2Tm 4.1-4 - Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.
III. UM LUGAR DE ONDE SE POSSA ESPALHAR AS BOAS NOVAS
At 10. 42  E nos mandou pregar ao povo, e testificar que ele é o que por Deus foi constituído juiz dos vivos e dos mortos.   
A terceira característica que define, segundo "Almeida" a Igreja, é que nela, além de "receber ensinamentos", as pessoas nela envolvidas, isto é, seus membros, devem "evangelizar". Assim, a Igreja, como visto até aqui, como um lugar de adoração a Deus, e de ensino da Palavra, também deverá ter meios de fazer com que a adoração e o ensino alcancem o maior número de pessoas possível. Ela deverá Possuir mecanismos de divulgação da Palavra de Deus pelo processo da evangelização, quer pessoal, quer de massa.
  • Lc 9.2. E enviou-os a pregar o reino de Deus, e a curar os enfermos.
Seu interesse deverá ser o de, através da divulgação da Palavra, fazer Deus conhecido ao maior número de pessoas possiveis, empreendendo esforços para que ninguém deixe de ouvir as verdades do Evangelho.
  • Mt 11.1 E aconteceu que, acabando Jesus de dar instruções aos seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas cidades deles.
Com uma mensagem autêntica, a Igreja deverá viver exatamente aquilo que prega. Falará ao povo de liberdade e de restauração de vida, por isso deverá em verdade ser uma Igreja constituída por pessoas libertas e de vidas restauradas pelo Senhor Jesus.
  • Lc 4.19  A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A por em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do Senhor.
Um refúgio para onde possa fluir o povo que necessita de salvação. E, sem esperar a fluidez povo, deste lugar, deverá fluir um aqueles que tem o interesse de ir onde está sedento, para levar a eles a mensagem de salvação.
  • Mc 15.16. E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
O Evangelho será sempre a mensagem pregada por essa igreja, sempre livre de qualquer adulteração ou mistura. A mensagem é a mesma mensagem de salvação anunciada por Jesus Cristo e pelos apóstolos.
  • Rm 1.15,16. 5 E assim, quanto está em mim, estou pronto para também vos anunciar o evangelho, a vós que estais em Roma. Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego.
"Evangelho" em grego quer dizer "boa notícia". Nome dado a cada um dos quatro primeiros livros do Novo Testamento: MATEUS, MARCOS, LUCAS e JOÃO. Esses livros apresentam a vida e os ensinos de Jesus Cristo, o supremo mestre e "cabeça" da Igreja.
  • Cl 1.18. E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.
  • Cl 1.24. Regozijo-me agora no que padeço por vós, e na minha carne cumpro o resto das aflições de Cristo, pelo seu corpo, que é a igreja;
IV. UM LUGAR ONDE AS PESSOAS SE AJUDEM MUTUAMENTE

E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas." (1Co 12.28)
Por fim, chegamos ao derradeiro ponto da definição de Almeida:
  • "ajudar uns aos outros".
A Igreja, por definição, sendo um lugar de concentração de pessoas, é de se esperar que haja nela pessoas de todos os níveis sociais e culturais. Um lugar onde haja espaço para ricos e pobres se sentarem lado a lado e dividirem as mesmas ideias e crenças. Assim é a Igreja, um lugar democrático onde ricos e pobres comunguem juntos sem nenhuma diferença entre eles.
  • At 2.41 - E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
Nesta esfera de democracia, devemos esperar que os de melhores posses ajudem os menos favorecidos, a isso chamamos de Assistência social. (Serviço, de natureza diversa, que atende àqueles que não dispõem de recursos suficientes). A igreja deverá então possuir meios próprios ou recursos para que não haja dentro dela pessoas que tenham falta dos bens essenciais para sua subsistência. E, se houver, como sempre há, deverá ter ela meios para atender estas pessoas. Esta nos parece ser a idéia quando se diz "ajudar uns aos outros" e pelo que nos parece, era esta a idéia da igreja Primitiva de Atos dos Apóstolos:
  • At 2.45,46  E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o päo em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,

Foi esta a idéia que João procurou transmitir, quando pregava no deserto:
  • Lc 3.11 E, respondendo ele, disse-lhes: Quem tiver duas túnicas, reparta com o que não tem, e quem tiver alimentos, faça da mesma maneira.

E foi também a mensagem do profeta Isaías:
  • Is 58.7 Porventura não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres abandonados; e, quando vires o nu, o cubras, e não te escondas da tua carne?
Bem como foi este o exemplo que o Senhor Jesus deixou com seus atos de misericórdia e compaixão para com o povo:
  • Mt 15:32 E, chamando Jesus os seus discípulos, disse: Tenho compaixão desta gente, porque há três dias que permanece comigo e não tem o que comer; e não quero despedi-la em jejum, para que não desfaleça pelo caminho.
E com o seu ensino a respeito dos fins dos tempos:
  • Mt 25.35-40 Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me hospedastes; estava nu, e me vestistes; enfermo, e me visitastes; preso, e fostes ver-me. Então, perguntarão os justos: Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Ou com sede e te demos de beber? E quando te vimos forasteiro e te hospedamos? Ou nu e te vestimos? E quando te vimos enfermo ou preso e te fomos visitar? O Rei, respondendo, lhes dirá: Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
Jesus não estava falando de assistencialismo, Pelo contrário, Ele afirmava o compromisso que temos assumido. Um compromisso de cuidarmos uns dos outros, de nos amarmos e vivermos em família. Este é modelo de igreja que devemos seguir, uma igreja que se preocupe com seus membros e atenda-os em suas necessidades com prazer nisto.
  • 1Tm 6.18. Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis;
CONCLUSÃO
o perfil da Igreja, segundo a definição de "Almeida" é de um grupo de pessoas, seguidoras de Cristo que vivam: A adoração, a Palavra, a Evangelização e a Comunhão. Para sabermos se estamos vivendo esta igreja hoje, basta olharmos em volta de nós e procurarmos estas características na igreja atual, respondendo algumas perguntas:
  • A adoração e a Palavra são elementos essências ao nosso culto, ou alguns destes elementos foram relegados ou simplesmente substituídos?
  • A adoração e a Palavra se complementam ou há uma tentativa de encobrir um ou outro?
  • Estudar a Bíblia está entre os objetivos mais importantes da Igreja ou não se leva muito em conta, por se entender que existam outras prioridades de maior importância no momento?
  • É a Bíblia a única regra de fé e prática ou dá-se mais importância a "manuais" doutrinários elaborados por supostos líderes ou mentores espirituais?
  • As doutrinas fundamentais se baseiam na Bíblia, ou em "revelações" ou supostas "profecias" de seus líderes?
  • Tem a Igreja preocupação com as almas, ou não tem tempo hábil para se preocupar com isto no momento?
  • Ela fala de missões?
  • Ela mantém algum trabalho evangelístico?
  • A Igreja tem cuidado dos seus membros?
  • Ela mantém algum meio de atendimento aos seus membros menos favorecidos?
São algumas perguntas pertinentes que se respondidas poderão nos dar uma idéia da Igreja que estamos militando.


Hoje a Igreja Batista Nacional Vale das Bênçãos atende a esta definição?

Vejamos:

  • Temos uma igreja que adora com entusiasmo, nossos cultos são vibrantes e produzem um clima muito agradável na adoração. Os ministros de louvor são pessoas comprometidas e procuram sempre conduzir a Igreja em direção a Deus.
  • A Palavra tem tido seu lugar de destaque. Nos cultos o púlpito tem sido usado como altar da pregação Bíblica, os pregadores demonstram serem pessoas capacitadas e que sempre estão buscando a excelência na Palavra.
  • Os departamentos de ensino da Igreja, como por exemplo, a Escola Bíblica Dominical, nunca foram esquecidos, pelo contrário, a liderança tem procurado incentivar seus responsáveis sempre. A cada domingo, ela cresce com o apoio da liderança. O SEIVAB é uma realidade e o SEFORMI uma demonstração de preocupação na formação de novos líderes.
  • O evangelismo tem sido praticado com visitas que são realizadas nos lares das pessoas, cultos evangelísticos, etc. A consagração de um "missionário" no campo é mais um prova de que Igreja está caminhando para "missões". Não podemos esquecer das "missões" (congregações de menores porte) que funcionam com o apoio da Igreja matriz.
  • Temos um departamento de Assistência Social, que na medida do possível tem procurado atender aqueles que buscam socorro.

 
Ev Carlos Coelho.

 
"Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?" (1Tm 3.5)

 

PREPARANDO-SE PARA O SERMÃO

SALA DE ESTUDO Antes de começarmos a desvendar todos os mistérios concernente o preparo do sermão propriamente dito, será de ...