sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

O Espírito Santo sua revelação e atuação no Novo Testamento


“No momento em que estava saindo da água, Jesus viu o céu se abrir e o Espírito de Deus descer como uma pomba sobre ele.” Mc 1:10
O Novo Testamento é, por excelência, o livro do Espírito Santo. A começar por Mateus 1.18, onde lemos que Maria "se achou ter concebido do Espírito Santo", até Apocalipse 22.17, "Espírito e a noiva dizem: Vem" todo o NT esta repleto de referências a respeito da Pessoa e da obra do Espírito Santo. Por esta razão, podemos afirmar que uma adequada teologia pneumatológica só poderá ser elaborada, levando em conta a totalidade da revelação apresentadas na Bíblia. O NT completa a revelação iniciada no AT a respeito do Espírito Santo, no entanto, com mais clareza, afirma ser Ele uma Pessoa da Divindade, destacando seu caráter santo, símbolos e os nomes pelos quais Ele é designado. Já nos quatro Evangelhos encontraremos farta referências de suas atividades, especialmente em relação ao ministério de Jesus. Encontramos por exemplo citações tais como:
·         O Espírito Santo enchendo Jesus na ocasião do seu batismo. Lc 3.21,22
·         O Espírito Santo guiando Jesus. Lc 4.1
·         Jesus expulsando demônios pelo poder do Espírito Santo. Mt 12.28
·         Jesus se oferecendo em sacrifício pelo poder do Espírito Santo. Hb 9.14
·         Jesus sendo ressuscitado pelo poder do Espírito Santo. Rm 1.4
Fica claro, no NT uma íntima relação entre o Espírito Santo, a Terceira Pessoa da Trindade, com o Senhor Jesus, a Segunda Pessoa da Trindade Santa “Mas, quando vier o Consolador, que Eu da parte do Pai vos hei de enviar, a saber, aquele Espírito de verdade que procede do Pai, ele Vos testificará de mim” Jo 15:26. Pela descida do Espírito Santo na hora do seu batismo o próprio Jesus foi solenemente constituído como ungido e eleito de Deus, de acordo com as predições dos profetas  O SENHOR Deus diz: “Aqui está o meu servo, a quem eu fortaleço, o meu escolhido, que dá muita alegria ao meu coração. Pus nele o meu Espírito, e ele anunciará a minha vontade a todos os povos. Is 42:1. Naquele momento Ele foi ungido por Deus com o Espírito Santo e com força, constituído como o Messias (ungido) esperado. No início de sua vida pública que foi inaugurada sob o influxo do Espírito Santo. Ela fala a respeito do Filho de Deus, o nosso Senhor Jesus Cristo, o qual, como ser humano, foi descendente do rei Davi. E, quanto à sua santidade divina, a sua ressurreição provou, com grande poder, que ele é o Filho de Deus. Rm 1:4.  

I. EXPRESSÕES REFERENTES AS ATIVIDADES DO ESPÍRITO SANTO.
A maior parte das expressões usada no AT referente as atividades do Espírito Santo, encontra-se também descritas no NT:
·         O Espírito Santo vem do alto, do céu. ...Os mensageiros do evangelho, que falaram pelo poder do Espírito Santo, mandado do céu, anunciaram a vocês essas verdades. Essas são coisas que até os anjos gostariam de entender. 1Pe 1:12b
·         Do Pai. Quando chegar o Auxiliador, o Espírito da verdade, que vem do Pai, ele falará a respeito de mim... Jo 15:26a
·         Ele desce. Quando Pedro ainda estava falando, o Espírito Santo desceu sobre todos os que estavam ouvindo a mensagem. At 10:44
·         É enviado ou dado pelo Pai. Porque o Espírito que vocês receberam de Deus não torna vocês escravos e não faz com que tenham medo. Pelo contrário, o Espírito torna vocês filhos de Deus; e pelo poder do Espírito dizemos com fervor a Deus: “Pai, meu Pai!” Rm 8:15
·         Derramado. É isto o que eu vou fazer nos últimos dias, diz Deus :Derramarei o meu Espírito sobre todas as pessoas. Os filhos e as filhas de vocês anunciarão a minha mensagem; os moços terão visões, e os velhos sonharão. At 2:17
·         Enche. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, de acordo com o poder que o Espírito dava a cada pessoa. At 2:4
·         Repousa. João continuou: Eu vi o Espírito descer do céu como uma pomba e parar sobre ele. Jo 1:32
·         Mora. Certamente vocês sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus vive em vocês. 1Co:6.19

II. SUA AÇÃO NA IGREJA.
No NT, o Espírito Santo é sempre visto como a pessoa divina com capacidade influenciadora universal, que testifica sobre o pecado, a retidão e o julgamento, controlando o mal que há no mundo e convencendo os homens do pecado, e atuando sobre eles através de sua influência, personalidade e presença. Quando o Auxiliador vier, ele convencerá as pessoas do mundo de que elas têm uma idéia errada a respeito do pecado e do que é direito e justo e também do julgamento de Deus. Jo 16:8. Sendo pois o Espírito Santo o único que pode regenerar a uma alma humana, mediante seu toque operador e transformador Quem nasce de pais humanos é um ser de natureza humana; quem nasce do Espírito é um ser de natureza espiritual. Jo 3:6. Todos os crentes, segundo o NT, indistintamente, devem possuir o Espírito Santo. Vocês, porém, não vivem como manda a natureza humana, mas como o Espírito de Deus quer, se é que o Espírito de Deus vive realmente em vocês. Quem não tem o Espírito de Cristo não pertence a ele. Rm 8:9, ainda que a sua influência possa variar gradativamente de um determinado crente para outro, dependendo para isso exclusivamente de como cada qual se permita ser controlado por  Ele. Que o Espírito de Deus, que nos deu a vida, controle também a nossa vida! Gl 5:25. É igualmente o Espírito Santo que forma a unidade da Igreja, em um corpo. Cristo é como um corpo, o qual tem muitas partes. E todas as partes, mesmo sendo muitas, formam um só corpo.  Assim, também, todos nós, judeus e não-judeus, escravos e livres, fomos batizados pelo mesmo Espírito para formar um só corpo. E a todos nós foi dado de beber do mesmo Espírito. 1Co 12:12-13. A presença habitadora do Espírito Santo, entre os crentes, no NT, passa a ser contínua e perpétua. Eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Auxiliador, o Espírito da verdade, para ficar com vocês para sempre. Jo 14:16. Essa presença habitadora produz frutos no crente, similares a natureza moral positiva de Deus (Gl 5:22,23). O alvo precípuo da implantação dos frutos do Espírito no crente, bem como de todas as suas operações na alma, é o de transformar os salvos segundo a imagem de Cristo, nos termos mais literais possíveis, de tal modo que estes venham a compartilhar da natureza moral e essencial de Cristo. Portanto, todos nós, com o rosto descoberto, refletimos a glória que vem do Senhor. Essa glória vai ficando cada vez mais brilhante e vai nos tornando cada vez mais parecidos com o Senhor, que é o Espírito. 2Co 3:18. E, sendo o Espírito Santo aquele que nos impulsiona na direção desse alvo, o NT apresenta Ele como o intercessor em favor dos crentes, orando naquilo que o crente nem ao menos é capaz de proferir, visando o benefício dos mesmos. Assim também o Espírito de Deus vem nos ajudar na nossa fraqueza. Pois não sabemos como devemos orar, mas o Espírito de Deus, com gemidos que não podem ser explicados por palavras, pede a Deus em nosso favor. Rm 8:26. O Espírito Santo é apresentado igualmente como a garantia da herança que os crentes têm em Cristo. O Espírito Santo é a garantia de que receberemos o que Deus prometeu ao seu povo, e isso nos dá a certeza de que Deus dará liberdade completa aos que são seus. Portanto, louvemos a sua glória. Ef 1:14. E, no funcionamento das Igrejas locais, Ele é o distribuidor de todas as manifestações carismáticas espirituais (1Co 12-14).

III. MANIFESTAÇÕES SOBRENATURAIS DE PODER.
No AT o dom do Espírito Santo não era privilégio de todas as pessoas, mas somente alguns poucos escolhidos recebiam uma “unção” especial de caráter provisório, para a realização de determinadas tarefas. No NT, existem evidências de distribuição mais liberal destes dons aos homens. Em muitas passagens encontramos a promessa de que o Espírito Santo se relacionaria intimamente com os crentes. Lucas, por exemplo, afirma que Deus esta pronto para atender aos pedidos dos crentes como um pai atende a suplica dos seus filhos. Lc 11.13. João declara: E eu rogarei ao Pai, e ele vos Dara outro Consolador, “Para que fique convosco para sempre Jo 14.16. Assim, o NT marca o início de um novo período, que se estende do dia de Pentecostes até os nossos dias, podendo ser legitimamente chamado de dispensação do  Espírito. Desde então o Espírito Santo passou habitar nos homens, e na Igreja. Como dono ele pôs a sua marca em nós e colocou no nosso coração o Espírito Santo, que é a garantia das coisas que ele guarda para nós. 2Co 1:22. Assim, todo o trabalho eficaz que a Igreja tem feito, tem sido realizado no poder do Espírito. Quanto ao Espírito  Santo, sua personalidade é um fato descrito na Bíblia, tanto quanto a  personalidade do Pai e do Filho. Ter personalidade implica na qualidade ou fato de ser uma pessoa e as igrejas primitivas reconheciam o Espírito Santo como uma pessoa Divina, que poderia ser seguida (At 13:2), com quem podiam ter comunhão (2Cor 13:13; 1Jo 5:7), e que podia até mesmo ser entristecido. E não façam com que o Espírito Santo de Deus fique triste. Pois o Espírito é a marca de propriedade de Deus colocada em vocês, a qual é a garantia de que chegará o dia em que Deus os libertará. Ef 4:30. A Igreja pela ação do Espírito Santo pode exercer poder sobrenatural tais como:
·         Expulsar demônios. Se, porém, eu expulso demônios pelo Espírito de Deus, certamente é chegado o reino de Deus sobre vós.” Mt 12:28 RA
·         Operar curas. Para uma pessoa o mesmo Espírito dá fé e para outra dá o poder de curar. 1Co 12:9
·         Ter Visões e manifestações proféticas. Para uma pessoa o Espírito dá a mensagem de sabedoria e para outra o mesmo Espírito dá a mensagem de conhecimento. 1Co 12:8
·         Falar em novas línguas (glossolalia). Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, de acordo com o  poder que o Espírito dava a cada pessoa .At 2:4
·         Interpretar as línguas. ...Para uma pessoa o Espírito dá a capacidade de falar em línguas estranhas e para outra ele dá a capacidade de interpretar o que essas línguas querem dizer. 1Co 12:10
·         Discernir espíritos. ...Ainda outra pessoa recebe a capacidade para saber a diferença entre os dons que vêm do Espírito e os que não vêm dele... v.10
·         Operar milagres através da fé. Uma pessoa recebe do Espírito poder para fazer milagres, e outra recebe o dom de anunciar a mensagem de Deus... v.10

CONCLUSÃO:
É no NT que de forma mais clara podemos identificar o Espírito Santo como um ser vivo dotado de personalidade própria, uma pessoa, claramente divina, distinta e que faz parte da Trindade da Deidade. “Eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Auxiliador, o Espírito da verdade, para ficar com vocês para sempre.  O mundo não pode receber esse Espírito porque não o pode ver, nem conhecer. Mas vocês o conhecem porque ele está com vocês e viverá em vocês.” Jo 14:16-17. É no livro de Atos dos Apóstolos que identificamos um mover do Espírito Santo sobre a Igreja, que se manifesta através de dons espirituais e que são distribuídos aos crentes em geral. Tendo em vista este derramar sobrenatural, como bem foi dito por algum escritor sacro, o livro de Atos dos Apóstolos bem poderia ser chamado de “Atos do Espírito Santo” pois aqui o que mais se destaca não são as pessoas mais a atuação sobrenatural de Deus sobre elas por intermédio da Pessoa do Espírito Santo. 

Lição 2 - Pneumatologia
SEIVAB - Seminário Evangélico Interdenominacional Vale das Benção

A TRADIÇÃO QUE RECEBEMOS.

Mandamo s -vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segu...