sábado, 29 de março de 2014

UM MUNDO MUITO ESTRANHO...

1Pe 4. 3. Porque é bastante que no tempo passado tenhais cumprido a vontade dos gentios, andando em dissoluções, concupiscências, borrachices, glutonarias, bebedices e abomináveis idolatrias. E acham estranho não correrdes com eles no mesmo desenfreamento de dissolução, blasfemando de vós

Int. Todos nós, impreterivelmente tivemos uma vida anterior a esta. (Calma! Não estou falando de reencarnação). O que estou dizendo é que todos nós tivemos um estilo de vida anterior ao que vivemos agora depois que encontramos com o senhor Jesus. É este "estilo de vida" anterior que o apostolo Paulo chama de "tempo passado". "Porque é bastante que no tempo passado..." 

Paulo lembra um tempo que preferíamos esquecer. Para maioria de nós, foi um tempo de coisas que não temos razão para nos orgulharmos. 1Pe 4.3 . Naquele tempo vocês viviam na imoralidade, nos desejos carnais, nas bebedeiras, nas orgias, na embriaguez e na nojenta adoração de ídolos. As lembranças deste tempo traz um misto de tristeza e arrependimento. Para nós foi um passado de pecado, morte e fatos que não trazem saudades  Ef 2.1-3  ...estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais outrora andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência, entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira.... 

Um dia porém, de forma que não sabemos explicar direito fomos alcançados e salvos experimentando uma mudança no nosso interior que se refletiu no nosso exterior. Sem nenhuma intenção de explicar diz a Bíblia: "Ele nos vivificou" Segundo o texto de Paulo, estávamos mortos em consequência a nossa vida de pecado, mais Deus nos "vivificou" , isto é Deus nos concedeu vida. Nada fizemos para merecer a a vida de Deus. Mesmo assim Ele nos ressuscitou em Cristo Jesus. Ef 2.4-6. Deus, sendo rico em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossos delitos, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), e nos ressuscitou juntamente com ele, e com ele nos fez sentar nas regiões celestes em Cristo Jesus. Estando mortos em delitos e pecados, Deus nos vivificou, isto é, Ele nos deu vida nos ressuscitando por intermédio do Senhor Cristo Jesus. Como resultado deste amor divino, hoje, em Cristo Jesus vivemos uma nova vida. 2Co 5.17. Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. Bem do jeitinho da letra do hino 111 da HC, "que mudança em mim fez o meu bom Jesus, vindo Ele ao meu coração..."

Mesmo sem entender direito todo este processo da salvação, fomos salvos através do sacrifício de Jesus na cruz do Calvário. Hoje podemos dizer que ser salvo é de todas as bençãos a maior que podemos imaginar. O salvo é alguém que mesmo sem ter nenhum merecimento teve todos os seus pecados perdoados, e agora vive em novidade de vida.

É exatamente esta mudança de vida que nos torna estranhos ao mundo. Paulo diz que as pessoas deste mundo "acham estranho não corrermos com eles no mesmo desenfreamento de dissolução" Acham estranho o fato de agora vivermos de forma a "evitar" um estilo de vida dissoluto e desenfreado como no passado e como o mundo continua vivendo. Sl 14.3. Desviaram-se todos e juntamente se fizeram imundos; não há quem faça o bem, não há sequer um.

I. O MUNDO QUE VIVEMOS.
Como poderemos entender o mundo que vivemos?  Qual nossa parcela de culpa ou de responsabilidade quado vemos as pessoas que nos cercam vivendo um estilo de vida que inevitavelmente os conduz a morte? Vivemos em um mundo com uma população chegando perto dos seus 8 bilhões de habitantes. Para ser mais exato são 7.219.740.000 habitantes. O Cristianismo, é a maior religião do mundo, e tem cerca de 2,2 bilhões de seguidores, 32% da população mundial. O islamismo, a religião de Maomé, vem em segundo lugar com uma fatia populacional de 23%. 1,6 bilhões de fiéis, com um sistema que monitora a política, a economia e a vida social. Em terceiro lugar vem o hinduísmo com cerca de 1 bilhão de fiéis, o hinduísmo é também a religião mais velha do mundo. As Religiões Chinesas ocupam o quarto lugar com aproximadamente 500 milhões de seguidores, e em quinto lugar vem o Budismo com mais ou menos 400 milhões fiéis

JANELA 10/40
Existe uma faixa da terra que se estende do oeste da África, passa pelo Oriente Médio e vai até a Ásia. A partir da linha do Equador, esta faixa sobe e forma um retângulo entre os graus 10 e 40. A este retângulo denomina-se JANELA 10/40. Dentro da JANELA 10/40 vivem o maior número de povos não alcançados pelo evangelho. Cobrindo 1/3 total do planeta, o que representa 2/3 da população mundial. Cerca de 3,2 bilhões de pessoas em 61 países. Dentro da janela 10/40 encontram-se a maioria dos seguidores das 3 maiores religiões do mundo: Islamismo, Budismo e Hinduísmo. De cada 10 pobres na terra, 8 estão dentro da janela 10/40. Dos 50 países menos evangelizados no mundo, 37 também estão lá. Os países com maiores população não cristã são: China, Índia, Indonésia, Japão, Blangladesh, Paquistão, Nigéria, Turquía e Irã, todos dentro da janela 10/40.

SITUAÇÃO DO BRASIL.
No Brasil, o nosso país, a situação não é muito melhor. Segundo o censo do IBGE o Brasil conta hoje com uma população de 190.755.799, e, é o segundo país com maior incidência de cristãos no mundo, igualando-se ao México e perdendo apenas para os EUA. Porém, é bom lembrar que existem três ramos do Cristianismo: O Protestantismo, o Catolicismo e a Igreja Ortodoxa. O Brasil é um país cristão, cuja incidência é de maioria católica romana. Segundo o Censo do IBGE, no Brasil em 2000 quando a população era de 169.799.170. 73,6%, isto é 124.976.912 milhões eram católicos Os Evangélicos contados pelo mesmo censo não passavam de 26.166.930, somando 15,4% da população brasileira. Pelo Censo 2010, a população no Brasil atingiu 190.755.799 milhões de habitantes. Os Católicos com 123.280.173 milhões de fiéis tiveram uma queda e passaram representar 64,6% da população brasileira. O mesmo censo contou 42.275.437 cristãos evangélicos, somando 22,2% da população brasileira. Se considerarmos que dos 190 milhões dos brasileiros 42 milhões são contados como crentes, (vamos acreditar que estes 42 milhões, sejam realmente crentes)  concluímos que cerca de 150 milhões de pessoas ainda não se encontraram pessoalmente com o Senhor Jesus, e, consequentemente não sabem como é ter uma vida ao lado do Mestre. 

A igreja é a maior responsável pois foi a igreja que foi dada a GRANDE COMISSÃO. Mc 16.15. E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. A igreja não tem como se esconder desta grande responsabilidade. A mensagem poderosa que pode salvar o mundo, encontra-se com a igreja. At 2. 40. E com muitas outras palavras dava testemunho, e os exortava, dizendo: salvai-vos desta geração perversa. Se experimentamos em nós a salvação no Senhor Jesus é porque a igreja por meio da sua comissão, e por ser portadora da mensagem capaz de salvar o mundo, de alguma forma conseguiu atingir nosso coração. 1Co 1.18 Porque a palavra da cruz é deveras loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Com tantas religiões, crenças, ideias e filosofias, fomos "confrontados" pela Palavra da Verdade. Isto mudou nossa vida. Temos a nossa parte a fazer, uns menos outros mais, porém sempre haverá uma oportunidade para apresentarmos Jesus ao mundo. Duas atitudes em relação ao mundo podem ser um diferencial se quisermos ganhá-lo efetivamente para o Senhor Jesus e cumprirmos nossa tarefa de "evangelização".

1. NÃO AMAR O MUNDO. 1Jo 2.15. Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Se, como salvos ainda alimentando um amor ao mundo em relação a sua sedução e riquezas, nossa pregação surtirá pouco ou quase nenhum efeito pois tal "amor" sufoca a pregação da Palavra Mc 4.19. mas os cuidados do mundo, a sedução das riquezas e a cobiça doutras coisas, entrando, sufocam a palavra, e ela fica infrutífera. O fato é que se não amamos o mundo mostramos que não pertencemos mais ao mundo. Jo 15.19. Se fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia. Não pertencemos ao mundo porque fomos "comprados" dele por preço de sangue por nosso Senhor Jesus Cristo. 1Pe 1.18. sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais. Contudo, na estranha tarefa de evangelizar o mundo, temos que entender um segundo princípio que se torna uma espécie de mola impulssionadora Este segundo princípio, nos faz entender o mundo e sua situação presente. Por isso se queremos ganhar o mundo para Jesus, precisamos: 

2. AMAR O MUNDO. Sabem o que é mais estranho? É que ao mesmo tempo em que a Bíblia me diz para não amar o mundo, ela nos diz que Deus amou o mundo. Jo 3.16. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Foi um amor incondicional, que não pediu nada em troca. Rm 5.8. Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nósAmando o mundo nós não desistimos do mundo. O dever de pregar o evangelho não foi revogado e não importa o quanto o mundo pareça perdido 1Co 9.16. Pois, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, porque me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho! A "glória" está em que em Jesus, somos capazes de não amar o mundo quanto suas seduções e riquezas porque o mundo está "crucificado" pra nós. 1 Jo 4.19,20. Nós amamos, porque ele nos amou primeiro.  Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, não pode amar a Deus, a quem não viu. Por outro lado, e ao mesmo tempo somos capazes de amar as pessoas do mundo porque em Cristo, todos nós estamos "crucificados" para este mundo. Gl 6.14. Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.

Em fim,
Isto tudo para o mundo, deve mesmo parecer "muito estranho"



A TRADIÇÃO QUE RECEBEMOS.

Mandamo s -vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segu...