sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

ONDE ESTÃO OS SETE MIL JOELHOS QUE NÃO SE DOBRARAM A BAAL?



1Rs 19:18 Mas eu deixarei sete mil pessoas vivas em Israel, isto é, todos aqueles que não adoraram o deus Baal e não beijaram a sua imagem.

Introdução: A história narrada de Elias em fuga retrata um pouco do sentimento que às vezes se abate sobre nós pregadores. Deus tem imposto sobre nós o dever de proclamar a verdade expressa na Sua Palavra, mais isto não faz de nós pessoas "especiais". 1Co 9:16 Eu não tenho o direito de ficar orgulhoso por anunciar o evangelho. Afinal de contas, fazer isso é minha obrigação. Ai de mim se não anunciar o evangelho! Que privilégio temos nós os pregadores, pois temos a oportunidade de estar falando aos homens em nome de Deus. 1Co 1:17 Pois Cristo não me enviou para batizar, mas para anunciar o evangelho e anunciá-lo sem usar a linguagem da sabedoria humana, para não tirar o poder da morte de Cristo na cruz.

I. EU SOU O ÚNICO QUE SOBROU...
O problema é que às vezes temos a sensação de estarmos sozinhos, igualzinho a Elias, parece que todos abandonaram a verdade e sobraram somente nós de uma safra de profetas ou pregadores que tenha se levantado nos últimos dias pela defesa da verdade.  1Rs 19:10 Ele respondeu: Ó Senhor, Deus Todo-Poderoso, eu sempre tenho servido a ti e só a ti. Mas o povo de Israel quebrou a sua aliança contigo, derrubou os teus altares e matou todos os teus profetas. Eu sou o único que sobrou, e eles estão querendo me matar! A verdade que deveria ser proclamada sem perda de tempo foi sendo substuída aos poucos, por "palavras de ordens" que parecem "soar" melhor aos ouvidos daqueles que nos ouvem. Não pregam a Palavra, falam o que o povão quer ouvir e assim incaem ante o texto de Rm 1:25 Eles trocam a verdade sobre Deus pela mentira e adoram e servem as coisas que Deus criou, em vez de adorarem e servirem o próprio Criador, que deve ser louvado para sempre. Amém!

II. ESTÃO QUERENDO ME MATAR...
Algumas das verdades eternas essenciais à manutenção da fé cristã foram sendo substituídas aos poucos por coisas temporais com promessas de respostas rápidas a certos anseios da vaidade humana. Assim, eles matam a nossa alma com promessas de satisfação para o nosso corpo. O céu foi substituído pelas riquezas terrenas e a salvação por supostas "certezas" de se receber aquilo que se quer em troca das doações caridosa aos "caridosos profetas" que se apresentam como os solucionadores para os problemas financeiros do povo de Deus. Parece não conhecerem o Mestre e seu zelo pela Palavra. Jo 2:13-16 Alguns dias antes da Páscoa dos judeus, Jesus foi até a cidade de Jerusalém. No pátio do Templo encontrou pessoas vendendo bois, ovelhas e pombas; e viu também os que, sentados às suas mesas, trocavam dinheiro para o povo. Então ele fez um chicote de cordas e expulsou toda aquela gente dali e também as ovelhas e os bois. Virou as mesas dos que trocavam dinheiro, e as moedas se espalharam pelo chão. E disse aos que vendiam pombas: — Tirem tudo isto daqui! Parem de fazer da casa do meu Pai um mercado! Com frases de efeito tipo: "Venham deposite sobre o altar", eles convencem o povo que são a "voz de Deus" para esta geração. Depois, no fim de todo o espetáculo, os únicos "abençoados" são eles mesmo que ficam com todo o dinheiro arrecadado e ainda comem picanha nas grandes churrascarias com o dinheiro doado por nós os bobos. Desculpem mais é exatamente assim que tenho me sentido, um bobo (E olha que eu mesmo não dou um centavo a estes estelionatários da fé). Será que estou sozinho? Será que como eu não tem mais nenhum insatisfeito com o rumo em que as coisas estão tomando? Será que não percebemos que estão comercializando a nossa fé e o nosso culto a Deus? Claro que não, mesmo em pleno século XXI, Deus continua contando com homens e mulheres que não se venderam e por isso não se colocam nesta posição nefasta de aproveitadores da fé. 1Rs 19:15-18 Então o Senhor Deus disse: Volte para o deserto que fica perto de Damasco. Chegando lá, entre na cidade e unja Hazael como rei da Síria. Unja Jeú, filho de Ninsi, como rei de Israel e unja Eliseu, filho de Safate, de Abel-Meolá, como profeta, para ficar em lugar de você. As pessoas que não forem mortas por Hazael serão mortas por Jeú, e todos os que escaparem de Jeú serão mortos por Eliseu. Mas eu deixarei sete mil pessoas vivas em Israel, isto é, todos aqueles que não adoraram o deus Baal e não beijaram a sua imagem.

III. ELES ESTÃO NA FIRME CONVICÇÃO DE NÃO ADORAR AO DEUS BAAL. 
 ...isto é, todos aqueles que não adoraram o deus Baal...
A adoração é a melhor expressão do nosso culto a Deus. Por isso ela não deve de forma alguma ser confundida somente com a expressão musical. É evidente que através da música conseguimos atingir o melhor do nosso culto. Quando cantamos temos a sensação de que estamos sendo transladados aos céus, e nos sentimos literalmente como estando diante do Trono da Majestade na presença do Deus Todo-Poderoso. No entanto é evidente que a adoração não se expressa somente através da música, existem inúmeras outras formas em que podemos estar expressando a Deus o nosso louvor. Em 2Cr 29.27-31, encontramos uma verdadeira escola de adoração. Ali podemos aprender mais um pouco a respeito da adoração e do culto a Deus. Entre outras coisas, aprendemos que adoramos quando:
  • Direcionamos em sacrifícios ao Senhor toda nossa satisfação em adorar. (27) Ezequias ordenou que oferecessem no altar o sacrifício que ia ser completamente queimado; e, logo que o sacrifício começou, todos começaram a cantar hinos de louvor a Deus, o Senhor , acompanhados pelas trombetas e pelos outros instrumentos musicais.
  • Não dimensionamos o tamanho nem o tempo da nossa adoração, mais nos entregamos a Ele sem medida. (28) Todos adoraram a Deus, e os hinos e o toque de trombetas continuaram até que o sacrifício terminou.
  • Prostramos-nos diante da Majestade do Senhor Todo-Poderoso, sem nos importarmos com aqueles que estão a nossa volta. (29) Em seguida, o rei e todas as outras pessoas se ajoelharam e adoraram a Deus.
  • Ajoelhamos-nos em total reverência e reconhecimento ao Senhor. (30). O rei e as altas autoridades disseram aos levitas que cantassem ao Senhor os cânticos compostos por Davi e pelo profeta Asafe. Cantaram cheios de alegria e depois se ajoelharam e adoraram a Deus.
  • Entregamos a Deus voluntariamente o nosso melhor. (31). Então Ezequias disse ao povo: — Vocês se dedicaram ao serviço de Deus, o Senhor; portanto, venham ao Templo e ofereçam sacrifícios como ofertas de gratidão a Deus. O povo fez o que o rei mandou; e alguns, por vontade própria, apresentaram sacrifícios para serem completamente queimados.

Em resumo, adoração é em todos os sentidos sinônimo de entrega! É simples assim, adoramos a Deus com a nossa vida.

1. A ADORAÇÃO A BAAL.
Lc 16:13 Um escravo não pode servir a dois donos ao mesmo tempo, pois vai rejeitar um e preferir o outro; ou será fiel a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e também servir ao dinheiro.
Baseados em que verdade aparece alguns supostos "pregadores" que convencem as pessoas com palavras persuasivas que a entrega voluntária de vida a Deus em adoração, pode e deve ser substituída numa entrega "voluntária" de "bens" (para não dizer dinheiro) a homens? Não falo daqueles que empregam a sua vida em dedicação pelo Reino de Deus, pois a estes a Bíblia reconhece o valor e diz que são dignos de recompensa. 1Co 9:13-14 Certamente vocês sabem que os que trabalham no Templo é do Templo que recebem os seus alimentos. E sabem também que os que oferecem sacrifícios no altar recebem uma parte da carne dos animais que são sacrificados ali. Assim o Senhor mandou também que aqueles que anunciam o evangelho vivam do trabalho de anunciar o evangelho. Falo daqueles que fizeram do dinheiro todo o propósito e base de seu ministério, e que aprenderam a enriquecer a custa da boa fé das pessoas. É um "ministério" que não suporta uma análise bíblica, caso contrário não poderia compreender então o porquê do Apostolo Paulo ter escrito desta forma em 1Co 9:17-18. Por isso, se eu faço o meu trabalho por minha própria vontade, então posso esperar algum pagamento. Porém, se faço como um dever é porque é um trabalho que Deus me deu para fazer. Nesse caso, qual é o pagamento que recebo? É a satisfação de anunciar o evangelho sem cobrar nada e sem exigir os direitos que tenho como pregador do evangelho.
  • "Algum pagamento" não significa "todo o dinheiro dos fiéis"
  • "direitos que tenho como pregador" não é o direito de enganar ou extorquir os fiéis.

Caso contrário, não poderia também compreender as palavras do mesmo Apostolo Paulo que sem rodeios algum nos exorta a não sermos "cobiçosos de torpe ganância" ou como na NTLH "gananciosos".
  • Diáconos. 1Tm 3:8 Do mesmo modo, os diáconos devem ser homens de palavra e sérios. Não devem beber muito vinho, nem ser gananciosos
  • Bispos (pastores). Tt 1:7 Pois aquele que tem a responsabilidade do trabalho de Deus, como bispo, deve ser um homem que não possa ser culpado de nada. Não deve ser orgulhoso, nem ter mau gênio, não deve ser chegado ao vinho, nem violento, nem ganancioso.
  • 1Tm 3:3 Não pode ser chegado ao vinho nem briguento, mas deve ser pacífico e calmo. Não deve amar o dinheiro.

Baal é um termo hebraico que significa "senhor". Era o nome do deus mais popular e mais importante da Síria, Fenícia e Canaã. Baal era considerado o deus do céu e consequentemente o senhor da chuva da vegetação e da fertilidade em geral. Seu culto sempre atraiu os israelitas. Baal tem sido a divindade adorada também em alguns daquilo que chamamos cultos (voluntária ou involuntariamente). Infelizmente, cantam músicas que falam de Jesus, oram, quase sempre utilizando o Nome dele, mais o clímax final, não é o de apresentá-lo como Senhor para as nações, nem o de apresentá-lo como o Salvador para o mundo, o clímax do culto é sempre adoração ao "deus dinheiro". E se alguém não tem o não quer "contribuir" fazendo, como costuma chamar, o seu "desafio de fé", é porque está em miséria ou é um completo "Tomé".

CONCLUSÃO:
Não é este o culto que conhecemos. Não é este o nosso local de adoração. Nosso culto envolve música, nosso culto envolve ensino da Palavra, nosso culto envolve revelação da vontade de Deus para nossas vidas, nosso culto envolve crescimento espiritual. 
  • 1Co 14:26 Portanto, meus irmãos, o que é que deve ser feito? Quando vocês se reúnem na igreja, um irmão tem um hino para cantar; outro, alguma coisa para ensinar; outro, uma revelação de Deus; outro, uma mensagem em línguas estranhas; e ainda outro, a interpretação dessa mensagem. Que tudo seja feito para o crescimento espiritual da igreja.
  • Cl  3:16 Que a mensagem de Cristo, com toda a sua riqueza, viva no coração de vocês! Ensinem e instruam uns aos outros com toda a sabedoria. Cantem salmos, hinos e canções espirituais; louvem a Deus, com gratidão no coração.
  • Ef 5:19 Animem uns aos outros com salmos, hinos e canções espirituais. Cantem, de todo o coração, hinos e salmos ao Senhor.

ELES ESTÃO FIRMES NA RESOLUÇÃO DE NÃO BEIJAR SUA IMAGEM.
Deus sempre pode contar com os fiéis, afinal eles nunca faltaram. No passado eles foram capazes de trocar suas vidas pela fidelidade a Deus. Eles não negaram mesmo estando sob a mira dos inimigos da fé. Foram queimados, esquartejados, suportando as mais cruéis atrocidades das quais não conseguimos imaginar. Hb 11:13-16 Todos esses morreram cheios de fé. Não receberam as coisas que Deus tinha prometido, mas as viram de longe e ficaram contentes por causa delas. E declararam que eram estrangeiros e refugiados, de passagem por este mundo. E aqueles que dizem isso mostram bem claro que estão procurando uma pátria para si mesmos. Não ficaram pensando em voltar para a terra de onde tinham saído. Se quisessem, teriam a oportunidade de voltar. Mas, pelo contrário, estavam procurando uma pátria melhor, a pátria celestial. E Deus não se envergonha de ser chamado de o Deus deles, porque ele mesmo preparou uma cidade para eles.


SALA DE ESTUDOS - HERMENÊUTICA

Sala de Estudos Introdução:  Hoje é nosso primeiro dia Sala de Estudo. Iniciamos agora uma nova reunião onde teremos o privilégio de ...